Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Divórcio de Bill Gates é finalizado na Justiça com bolada que pode ultrapassar 70 bilhões de dólares

Compartilhe esta notícia:

Apesar do divórcio, o casal continuará em contato por conta do trabalho na Fundação Bill e Melinda Gates, organização filantrópica mantida pelos dois. (Foto: Reprodução)

O fim do casamento de Bill e Melinda Gates foi oficialmente declarado na última segunda-feira (2), quando um juiz da King County, em Washington, assinou os documentos relativos ao processo de divórcio do casal mais falado do mundo da tecnologia nos últimos meses. O acordo foi firmado na corte americana e encerra os 27 anos de união com um contrato de “justo e equitativo”, segundo o documento acessado pelo jornal The New York Times.

Isso pode significar que a divisão da fortuna tenha rendido partes iguais – ou relativamente iguais – às partes, no que pode ser uma soma de aproximadamente US$ 76 bilhões para cada um. Isso porque, de acordo com a Bloomberg, a fortuna estimada do casal girava em torno de US$ 151 bilhões.

O documento assinado na corte, porém, não revela como o acordo foi firmado, mas inclui uma anotação avisando que a decisão da separação de bens tinha acontecido “fora da corte”, indicando que possa ter sido definida no contrato de separação que ambos assinaram quando anunciaram o divórcio, em 3 de maio. A data inicial para que o divórcio fosse oficializado era apenas em abril de 2022, mas o adiantamento do processo pode ter facilitado a conclusão do acordo.

Ainda, mesmo com o final do processo, Melinda decidiu manter o sobrenome do ex-marido, junto com o seu nome familiar, e passa a ser apresentada como “Melinda French Gates”, algo que a bilionária já estava fazendo, sobretudo nas redes sociais.

O documento assinado na corte não prevê nem um tipo de pensão conjugal ou para os filhos, uma vez que os três herdeiros do ex-casal já possuem mais de 18 anos. Também não foi revelado quem vai ficar com a Xanadu 2.0, mansão da família em Washington.

Apesar do divórcio, o ex-casal continuará em contato por conta do trabalho na Fundação Bill e Melinda Gates, organização filantrópica mantida pelos dois. As condições para que isso aconteça, porém, foram bem delimitadas no último mês: se em dois anos a administração conjunta não funcionar, o empresário pode retirar a ex-esposa da instituição, “comprando” a sua parte.

Na época do anúncio, um comunicado da Fundação afirmou que nesse período, os dois diretores estarão focados e comprometidos com o trabalho filantrópico e que destinaram uma nova doação de US$ 15 bilhões para ampliar o trabalho em todo o mundo.

“Estou profundamente orgulhosa de tudo o que a fundação e seus parceiros realizaram nas últimas duas décadas para nos aproximar de um mundo onde todos, em todos os lugares, têm a chance de viver uma vida saudável e produtiva”, disse Melinda. Acredito profundamente na missão da fundação e permaneço totalmente comprometida como copresidente de seu trabalho.”

Desde maio, quando Bill e Melinda anunciaram o divórcio, o futuro da Fundação tem sido questionado, do ponto de vista da manutenção e do trabalho de seus presidentes. A diretoria, formada apenas pelos Gates e por Buffett, sentiu o peso de dividir o conselho apenas entre o casal divorciado depois da saída do bilionário, o que fez o CEO Mark Suzman anunciar que estava pesquisando nomes para compor a liderança da instituição.

O principal discurso de Bill e Melinda na separação foi o comprometimento com a Fundação e a promessa de que a instituição não sofreria os impactos da decisão do casal. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Estudante de Medicina mata os pais no Espírito Santo e liga para parentes: “Fiz bobagem”
Polícia Federal prende três acusados por 5 mil fraudes contra o auxílio emergencial
Deixe seu comentário
Pode te interessar