Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Light Rain

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Colunistas Gabriel Souza cresce como proposta de renovação no MDB

Compartilhe esta notícia:

Deputado Gabriel Souza com o ex-senador Pedro Simon: imagem ligada à renovação no MDB. (Foto: Divulgação)

O nome do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza, começou a crescer dentro do MDB como proposta de renovação no partido na disputa ao Palácio Piratini. Com esse rótulo de candidato da renovação, ele estaria hoje à frente na preferência dos emedebistas na disputa das prévias marcadas para 19 de fevereiro, com os deputados Alceu Moreira e Osmar Terra, e com o ex-prefeito Marco Alba, nomes que anunciaram disposição se inscrever seus nomes. A mobilização da Juventude do MDB, que já foi presidida por Gabriel Souza, ampliou-se no estado, e ampliou seu espaço na disputa. Hoje, Souza já conta com a simpatia de nomes de peso, como os ex-governadores Pedro Simon e José Ivo Sartori e do governador Eduardo Leite, que porém, não abrem o voto, para não ampliarem as divergências internas no MDB. Caso a escolha fosse indireta, o nome forte seria o do ex-deputado e ex-presidente do partido, Cezar Schirmer.

Alceu Moreira lança Carta aos Gaúchos

Ontem, o deputado federal Alceu Moreira, presidente estadual do MDB, lançou um documento chamado de Carta aos Gaúchos, na qual deixa claro que é candidato ao governo do RS e que quer o apoio do seu Partido.

Juiz mantém vivo o caso Pronaf, que lesou pequenos agricultores

O juiz da 7ª Vara da Justiça Federal de Porto Alegre Guilherme Beltrami entendeu que não haviam razões para absolvição sumária, e negou o pedido apresentado pelos 14 réus, alguns deles ligados ao Partido dos Trabalhadores, no chamado Caso Pronaf, que desviou recursos do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar para a Aspac, a Associação dos Pequenos Agricultores Camponeses, que atuava como braço jurídico do MPA. Pelo menos R$ 178 milhões em valores da época, foram desviados, em contratos de financiamento em nome de pequenos agricultores, sem o seu conhecimento, e que passaram pelas contas da entidade, dos quais R$ 10,2 milhões não retornaram aos agricultores. Esse dinheiro foi parar na conta de integrantes da associação, e estima-se que perca de 5,7 mil pessoas foram lesadas no esquema, no Vale do Rio Pardo. O deputado federal Elvino Bohn Gass (PT), mencionado em escutas e investigações da Polícia Federal, conseguiu ser excluído do processo, alegando foro privilegiado e falta de autorização do STF para investigá-lo. A investigação da Polícia Federal demonstrou que pelo menos 10 suicídios de pequenos agricultores foram motivados pelo golpe. O processo tem como autor o Ministério Publico Federal,e os advogados Ricardo Hermany, e Henrique Hermany,que atuam como assistentes de acusação na ação penal.

Quem são os réus

Wilson Luiz Rabuske, ex-coordenador do MPA; Vera Lúcia Lehmenn Rabuske, esposa de Wilson; Perci Roberto Schuster, ex-presidente da Aspac; Maikel Ismael Raenke, ex-integrante do MPA/Aspac; Marlise Teresinha Goulart, ex-integrante do MPA/Aspac em Sinimbu; Vania Emília Müller, ex-integrante do MPA/Aspac em Santa Cruz do Sul; João Carlos Hentschke, ex-gerente-geral do BB em S. Cruz do Sul; Wilson Luiz Bisognin, ex-gerente-geral do BB em Santa Cruz do Sul; Vladimir Barroso, ex-gerente-geral do BB em Sinimbu e Santa Cruz do Sul; Juliano Chedid Matte, ex-gerente-geral do BB em Sinimbu; Clóvis Kegler, ex-funcionário do BB em Santa Cruz do Sul; Sérgio Teixeira Silveira, ex-gerente de relacionamento do BB em S. Cruz do Sul; Rafael Cavalli, ex-gerente de relacionamento do BB em Sinimbu e Fabiana Beatriz Palhano, funcionária do BB em Sinimbu.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Exercício físico e o calor
Esboço ministerial
Deixe seu comentário
Pode te interessar