Sábado, 06 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Partly Cloudy

Rio Grande do Sul Governador Eduardo Leite participa da inauguração de complexo avícola em Arroio do Meio

Compartilhe esta notícia:

Empreendimento inaugurado com a presença de Leite e da ministra Tereza Cristina irá gerar 350 empregos diretos

Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite participou da inauguração do complexo avícola da Dália Alimentos, em Arroio do Meio, no Vale do Taquari. O evento, realizado na tarde desta sexta-feira (13), contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, entre outras autoridades do setor agropecuário.

Localizado às margens da ERS-130, o empreendimento integra o Programa Frango de Corte, que abrange a produção de frangos, a industrialização de produtos agropecuários de aves e derivados e a produção de rações animais. O investimento total é de aproximadamente R$ 200 milhões, com a geração de 350 postos de trabalho.

Leite destacou que a cooperativa, fundada em 1947 no município de Encantado, serve de inspiração para os gaúchos. Atualmente, a Dália tem mais de três mil famílias associadas e dois mil funcionários. “Temos um Estado vocacionado ao empreendedorismo, a inovação e o trabalho, gente que não tem medo de serviço. O caminho para o Estado é dar oportunidade a quem gera riqueza”, disse Leite para uma plateia de cerca de 900 funcionários e associados.

O governador também parabenizou o presidente do Conselho de Administração da Dália Alimentos, Gilberto Antônio Piccinini, e aproveitou a presença de deputados estaduais para destacar a importância da aprovação do novo Código Ambiental do RS que, segundo ele, “dará ao Rio Grande do Sul condições de competir com outros Estados”, principalmente no âmbito das licenças ambientais.

Tereza Cristina, por sua vez, defendeu a importância do agronegócio gaúcho e brasileiro no cenário global. A ministra também parabenizou a empresa pelo modelo de cooperativa baseado na união dos associados. “O que mais me encantou aqui na região são os jovens voltando para o campo. Isso me dá energia para fazer o Brasil cada vez mais agro, próspero e melhor. O que vocês estão fazendo aqui hoje é história e serve de exemplo para todo o país”, disse.

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) participou da criação do complexo avícola – que tem 18 mil metros quadrados de área construída – financiando as etapas de industrialização, que incluem a construção do frigorífico de abate de aves, da fábrica de farinhas e de óleo animal e da fábrica de rações.

O valor total repassado à empresa é de aproximadamente R$ 140 milhões, entre investimento e capital de giro. O frigorífico tem capacidade inicial de abate para 55 mil aves/dia. O primeiro está agendado para 27 de janeiro de 2020.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ministro do Supremo Celso de Mello nega liminar contra lei que veda a pesca de arrasto no litoral gaúcho, considerada predatória
Barragens Taquarembó e Jaguari receberão recursos do governo federal
Deixe seu comentário
Pode te interessar