Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Clear

Rio Grande do Sul Governo gaúcho, Ministério Público e empresa de transporte assinam termo para melhoria do serviço de ônibus em Canoas

Compartilhe esta notícia:

Equipe realizou blitz já na manhã desta segunda-feira. (Foto: Divulgação/Metroplan)

O governo do Estado, o Ministério Público (MP) e a empresa de ônibus Vicasa assinaram um termo de ajustamento de conduta para melhoria no transporte público em Canoas (Região Metropolitana). A iniciativa se deu após a Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam) e da Metroplan darem um prazo de 15 dias para que a qualidade do serviço apresente melhoras.

Dentre as principais problemas está a falta de horários nas linhas que integram os bairros do município ao Trensurb e nas linhas metropolitanas.

Ficou decidido que o plano de melhorias será divido em três etapas, com a primeira iniciando-se nesta segunda-feira com a empresa Transcal, de Cachoeirinha, passando a operar as linhas Estância Velha a Porto Alegre, Industrial a Porto Alegre, Guajuviras a Porto Alegre e a linha semidireta Guajuviras a Porto Alegre/Praia de Belas.

As linhas de integração estarão circulando com veículos da categoria Executivo, porém o preço cobrado será do Convencional. Para as linhas que ligam Canoas à Capital e vice-versa, serão destacados veículos da categoria Convencional com ar-condicionado.

Ao todo, serão mais 40 ônibus, o que representa aumento de 110% no número de viagens, passando das atuais 244 para 514. A ampliação da oferta levou à contratação de mais 65 profissionais por parte da empresa.

Próximo passo

A segunda etapa, dividida em duas fases, entrará em operação dia 24 de maio, com operação das linhas de Integrações Estância Velha, Niterói, Barreto, Guajuviras via Boqueirão, Residencial Guajuviras via Avenida Esperança e Hispânica e Santa Maria/Guajuviras.

No dia 31 de maio, as linhas de Integrações Mathias Velho, Florianópolis, Harmonia/Mato Grande, Fátima e Igara/Petrobras/Ozanan.

“A operação será acompanhada pela equipe de fiscalização de transporte da Metroplan. Durante os próximos 45 dias, serão avaliadas demandas e ofertas, para que no final do período possa ser feito o ajuste conforme a necessidade. Caso não cumpram o acordo, a empresa será autuada e poderá perder a concessão”, informou o titular da Saam, Luiz Carlos Busato.

O termo de ajustamento de conduta foi assinado por Busato, pelo titular da 1ª Promotoria de Canoas, Felipe Teixeira Neto, pelo superintendente da Metroplan, Rodrigo Schnitzer, e por representantes da empresa Vicasa e Transcal. Os horários e os itinerários deverão estar disponíveis no site metroplan.rs.gov.br.

Blitz

Já pela manhã, Busato e o superintendente da Metroplan, Rodrigo Schnitzer, acompanharam uma blitz do transporte público da cidade. A operação ocorreu na avenida Guilherme Schell. A equipe de Fiscalização da Metroplan iniciou a blitz nos primeiros horários de circulação dos ônibus.

Foram abordados 45 veículos, sendo 23 da empresa Transcal e 22 da empresa Vicasa. Devido o excesso de passageiros, 20 acabaram sendo autuados. Não foram constatados atrasos.

A ação também teve como objetivo verificar as condições de funcionamento do transporte coletivo, cumprimento das normas editadas para o período de pandemia, e condições (sanitárias) gerais de higienização e ventilação. Os trabalhos dos fiscais irão continuar em dias, horários e pontos alternados.

(Marcello Campos)

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Prazos de processos eletrônicos voltam a transcorrer na Justiça gaúcha
Ex-governadores gaúchos retornam ao Palácio Piratini para o evento de 100 anos do prédio
Deixe seu comentário
Pode te interessar