Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Polícia Justiça do Distrito Federal condena a 24 anos de prisão vigilante que emboscou e matou a ex com 48 golpes de tesoura

Compartilhe esta notícia:

Juiz afirma que crime foi de uma brutalidade fora do comum. (Foto: Reprodução)

O Tribunal do Júri de Brasília condenou o vigilante Alan Fabiano Pinto de Jesus a 24 anos de reclusão pelo feminicídio de funcionária do Tribunal Superior do Trabalho (TST), cometido em dezembro de 2019, quando assassinou a vítima com 48 golpes de tesoura. A pena deve ser cumprida inicialmente em regime fechado.

De acordo com a sentença, na noite do dia 21 de dezembro de 2019 o condenado ‘emboscou’ a vítima, a servidora Luciana de Melo Ferreira, então com 49 anos, dentro do apartamento dela, na região sudoeste de Brasília, com a justificativa de que queria ‘debater a relação’.

Segundo o Ministério Público, o acusado agiu por motivo torpe, ‘consistente em sentimento de posse pela vítima’ e com ‘uma brutalidade fora do comum’. “Ademais, o crime decorreria de razões da condição do sexo feminino em contexto de violência doméstica, pois o autor manteve relação íntima de afeto com a vítima”, afirma o juiz Paulo Rogério Santos Giordano, na sentença.

Durante o período em que estavam em um relacionamento, o vigilante a agredia verbalmente e a ameaçava em rompantes de agressividade, segundo a investigação. Quando a vítima tentou se afastar, ele teria passado a persegui-la. Quando ela buscou uma medida protetiva contra o ex-namorado, ele teria começado a planejar o crime.

“O acusado deverá continuar preso, pois persistem as razões que autorizaram sua custódia cautelar. Praticou um crime extremamente violento e premeditado, bem como demonstra traços de extrema agressividade, revelando que em liberdade é uma ameaça à ordem pública”, diz trecho da sentença.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Empresária que forjou sequestro enviou imagens encapuzada ao marido, mas acabou presa
Quadrilha que se valia de bebê de um mês para cometer furtos é presa em Caxias do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar