Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Mostly Cloudy

Capa – Magazine Kim Kardashian posa para fotos sem edição e impressiona com maiô cavado

A socialite norte-americana mostrou todas as suas belas curvas em um ensaio sem edição. (Foto: Reprodução/Instagram)

A socialite Kim Kardashian resolveu mostrar aos fãs, e também a quem acha que ela tem um corpão por causa de Photoshop, suas curvas em um ensaio de maiô sem nenhuma edição das fotos com programas para “mudar a aparência”.

A empresária fez um ensaio com um maiô preto cavado para divulgar a peça da sua linha de shapewear. O corpo de Kim é realmente sensacional. Além das belas pernas, a socialite norte-americana mostrou também os braços definidos e uma elasticidade de dar inveja.

Kim Kardashian caprichou nas poses para as lentes do fotógrafo Jackie Nickerson, que já fez outros cliques da beldade durante a sua carreira.

Ela postou as fotos, sem nenhuma edição, em sua conta oficial no Instagram. Kim é uma das celebridades do mundo com maior número de seguidores na plataforma. Atualmente, a empresária conta com quase 152 milhões de fãs.

O que aconteceu com Stacey Stites?

Na manhã de 23 de abril de 1996, a adolescente de 19 anos não apareceu no trabalho. Ela era funcionária de um mercado em Bastrop, perto de Austin, no Texas. Poucas horas depois, o veículo que ela dirigia foi encontrado abandonado. À tarde, seu corpo foi descoberto. Ela havia sido estrangulada com seu próprio cinto.

Investigadores encontraram uma pequena quantidade de sêmen em sua vagina. O sêmen pertencia a Rodney Reed. A polícia tinha o DNA de Reed em seu acervo porque ele havia sido investigado, mas não tinha sido considerado culpado, em outro caso de abuso sexual.

Ele disse que estava tendo um relacionamento escondido com Stacey, que tinha um noivo, e que havia tido uma relação sexual consentida com ela na noite anterior.

Quais são as evidências?

Nunca houve um exame de DNA na arma do crime. E nenhuma das impressões digitais de Reed foram encontradas no veículo dirigido por Stacey. O caso contra ele foi construído com base no sêmen encontrado no corpo de Stacey.

Especialistas disseram na corte que sua alegação de que havia tido uma relação sexual consentida com a vítima na noite anterior não poderia ser verdadeira já que, segundo argumentaram, o esperma não poderia ter sobrevivido no corpo de Stacey por tanto tempo. Disseram, em vez disso, que ela provavelmente foi vítima de um estupro antes de ser assassinada.

O júri, formado só por pessoas brancas, condenou Reed, um homem negro. Os advogados de Reed estão lutando para mudar isso e submeteram novas evidências. As provas focam nas alegações dos especialistas no julgamento original de que o esperma não poderia sobreviver mais de um dia depois da relação sexual.

Um desses especialistas, o médico Roberto Bayardo, publicou uma declaração explicando que hoje ele sabe que o esperma pode ficar intacto por dias depois da morte.

Então, ele diz, não há provas de que houve qualquer outra coisa entre Stacey Stites e Rodney Reed além de sexo consensual.

Novas informações

Stacey estava noiva – iria se casar com o ex-policial Jimmy Fennell. Mas agora testemunhas trouxeram novas informações sobre o relacionamento do casal. Uma mulher menciona que lembra de ele dizer que se uma namorada sua o traísse, ele a estrangularia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Magazine

Mesmo casada com o príncipe Harry, Meghan Markle espera por sua cidadania britânica há dois anos
Bruna Marquezine: “É a primeira vez que não tenho namorado e estou de boa”
Deixe seu comentário
Pode te interessar