Domingo, 23 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
23°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Economia Lojas Americanas: após plano de recuperação homologado, aporte de R$ 3,5 bilhões dos acionistas de referência virá em 15 dias

Compartilhe esta notícia:

Aumento de capital total depende de aprovação em assembleia de credores. (Foto: Divulgação)

A Americanas teve seu plano de recuperação homologado pelo juízo da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Isso abre caminho para que um aporte de R$ 3,5 bilhões a ser feito pelos acionistas de referência da companhia — Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles, Beto Sicupira — seja efetivado em 15 dias, depois da publicação no Diário Oficial. Este valor é equivalente a segunda fatia de um investimento total de R$ 12 bilhões vindo do trio do 3G Capital.

Esses recursos serão utilizados para pagar credores da companhia. Haverá também a divulgação do edital para a realização de um leilão reverso, que terá a adesão de quem estiver disposto a receber seus créditos com largos descontos.

“Não será um caminho fácil, há muita coisa a reconstruir. Mas acredito na força da essência da Americanas e de seus mais de 30 mil funcionários”, frisou Leonardo Coelho, CEO da varejista em teleconferência com analistas de mercado na manhã desta segunda-feira.

O aumento de capital de R$ 24 bilhões — a ser partilhado meio a meio entre os acionistas de referência e por credores que irão converter dívidas em ações da companhia — terá de ser aprovado em assembleia geral de credores. Esta reunião tem de ser convocada até 30 dias após a homologação do plano de recuperação, com previsão de ser realizada em maio, segundo Camille Loyo Faria, diretora financeira da Americanas.

“Criamos um portal para credores para facilitar o processo de adesão, vai para o ar no dia da homologação”, disse a executiva.

Dívida remanescente

Nesse par de semanas, a Americanas deverá também divulgar o edital para a realização de um leilão reverso, com foco em pagar credores dispostos a receber seus créditos com um desconto mínimo de 70%. Virão sucessivas convocações de credores a se inscreverem para receberem seus créditos.

Em 30 dias após a publicação da homologação no Diário Oficial, a Americanas tem de fazer a convocação para a assembleia geral de credores, prevista para ocorrer em maio. Virão então pagamentos a outros grupos de credores.

Com aval da assembleia de credores, o aumento de capital deverá ocorrer em junho, quando será feita também uma emissão de debêntures no valor de R$ 1,87 bilhão, que será a dívida remanescente do processo de reestruturação, explica Camille, considerando todos os pagamentos previstos pelo plano de recuperação judicial.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Programa prevê a destinação de imóveis abandonados do governo federal para moradia
Auditores-fiscais do trabalho entregam 317 cargos de chefia e coordenação em todo o País
https://www.osul.com.br/lojas-americanas-apos-plano-de-recuperacao-homologado-aporte-de-r-35-bilhoes-dos-acionistas-de-referencia-vira-em-15-dias/ Lojas Americanas: após plano de recuperação homologado, aporte de R$ 3,5 bilhões dos acionistas de referência virá em 15 dias 2024-02-26
Deixe seu comentário
Pode te interessar