Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Esporte Messi supera Cristiano Ronaldo e é o melhor jogador do mundo pela sexta vez

Compartilhe esta notícia:

A cerimônia de premiação do Fifa The Best 2019 aconteceu em Milão, na Itália. Na foto, o craque argentino. (Foto: Reprodução)

Lionel Messi foi eleito nesta segunda-feira (23) o melhor jogador do mundo pela sexta vez e se tornou o maior vencedor do troféu no futebol masculino. O argentino, do Barcelona, voltou a ser escolhido no prêmio da Fifa após quatro temporadas e quebrou o domínio recente do seu maior concorrente, Cristiano Ronaldo, que ficou em terceiro na premiação, atrás do zagueiro holandês Virgin van Djik, do Liverpool.

No duopólio criado por Messi e Ronaldo, o camisa 10 do clube catalão nunca esteve atrás do português desde que faturou o seu primeiro troféu, em 2009. Até 2012, foram quatro prêmios em sequência.

Cristiano Ronaldo recuperou terreno na disputa sendo eleito em 2013 e 2014. No ano seguinte, o argentino faturou mais uma vez, seu quinto e último prêmio antes desta temporada. Em 2016 e 2017, CR7 somou mais dois, empatando com Messi até o argentino tomar a dianteira novamente na edição de 2019 da premiação.

Em 2018, o vencedor foi Luka Modric, do Real Madrid, também vice-campeão mundial com a Croácia.

“Na verdade, eu sempre digo que o prêmio individual é secundário, o mais importante é o coletivo. Mas hoje é especial para mim, tive a oportunidade de estar ao lado da minha mulher [Antonella] e de dois dos meus três filhos [Thiago e Mateo]. O Thiago já veio aqui, mas era muito pequeno. Hoje vê-los ali não tem preço”, afirmou o argentino.

Essa é a primeira vez desde 2013 que um atleta é escolhido o melhor do mundo sem ter sido campeão da Champions League no mesmo ano. Naquele ano, a decisão do torneio teve vitória do Bayern de Munique sobre o Borussia Dortmund, e Cristiano Ronaldo acabou sendo escolhido pela Fifa mesmo com a queda do Real Madrid para os vice-campeões, na semifinal.​

Na última Champions, o Barcelona caiu na semifinal para o Liverpool, que foi campeão ao superar na decisão o Tottenham. Apesar da eliminação, o desempenho do argentino no torneio pesou para a sua eleição neste ano.

Com 12 gols em dez partidas, foi o artilheiro da competição. Cristiano Ronaldo, que caiu com a Juventus nas quartas de final para o Ajax, anotou seis.

Messi também manteve média maior do que um gol por jogo no Campeonato Espanhol, vencido pelo Barcelona. Foram 36 gols em 34 jogos na campanha do título nacional.

A cerimônia de premiação do Fifa The Best 2019 aconteceu no Teatro alla Scala, em Milão, na Itália. Votaram os técnicos das seleções nacionais, seus capitães e jornalistas esportivos de diferentes países.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Grêmio inaugura Pedra Fundamental no CFT Hélio Dourado
O Grêmio se reapresentou com um treino coletivo em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar