Quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Ministério da Justiça afirma que disponibilizou vagas para líderes de rebelião no Pará

Compartilhe esta notícia:

Rebelião ocorreu na manhã da última segunda (29). (Foto: Google Maps/ Reprodução RedeTV!)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou, nesta segunda-feira (29), uma nota sobre a rebelião que ocorreu no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará.

O Ministério disponibilizou vagas no Sistema Penitenciário Federal para transferência e isolamento das lideranças criminosas envolvidas na rebelião.

Ainda de acordo com a nota, o ministro Sérgio Moro lamentou as mortes e determinou a intensificação das ações de inteligência e da Força Nacional. Moro conversou com autoridades locais como o governador do Pará, Helder Barbalho, e o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon.

Helder Barbalho publicou em sua rede social, nesta segunda, que, diante do ocorrido, convocou uma reunião de emergência com a cúpula da segurança do estado.

Confira a íntegra da nota:

Brasília, 29/07/2019 – O Ministério da Justiça e Segurança Pública disponibilizou vagas no Sistema Penitenciário Federal para transferência e isolamento das lideranças criminosas envolvidas na rebelião que aconteceu na manhã desta segunda-feira (29), no Centro de Recuperação Regional de Altamira e deixou mais de 50 mortos. O ministro Sergio Moro lamentou as mortes e determinou a intensificação das ações de inteligência e que a Força Nacional fique de prontidão.

O ministro da Justiça acompanha de perto a situação e conversou com o governador do Pará, Helder Barbalho, ainda na manhã desta segunda. No início da tarde foi realizada uma reunião de emergência para tratar do assunto com o secretário Nacional de Segurança Pública Adjunto, Freibergue Rubem do Nascimento; secretário-Adjunto da Secretaria de Operações Integradas, José Washington Luiz Santos; o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo; o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Furtado; e diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Terça-feira será marcada por audiência de custódia de supostos hackers
“É de se estranhar tal comportamento em um homem que se diz cristão”, responde presidente da OAB a Bolsonaro
Deixe seu comentário
Pode te interessar