Sábado, 15 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

Cláudio Humberto Nos EUA, covid foi única causa em 5% dos óbitos

Compartilhe esta notícia:

Mais de 20 mil vítimas que faleceram, nos EUA, infectadas por covid também tinham Doença de Alzheimer. (Foto: Reprodução)

A Covid-19 foi apontada como a única causa de morte em apenas 5% de todas as 546 mil mortes ocorridas nos Estados Unidos desde o início da pandemia. Os dados são do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde (NCHS, sigla em inglês) do Centro para Controle de Doenças (CDC). O levantamento também aponta que foram identificadas nos demais 95% óbitos, em média, quatro comorbidades, para além da própria covid.

Certificado
Os dados do NCHS são atualizados diária e semanalmente e têm origem nas certidões de óbitos emitidos nos municípios e estados.

Coquetel de problemas
As comorbidades mais comuns são a gripe influenza pneumonia, problemas respiratórios, hipertensão, diabetes e problemas cardíacos.

Menos comuns
Mais de 20 mil vítimas que faleceram infectadas por covid também tinham Doença de Alzheimer. A obesidade vitimou 21 mil pessoas.

Grande maioria
Quase a metade dos óbitos pela Covid registrados nos EUA contaram também com infecção pelo vírus influenza ou quadro de pneumonia.

Lobby contra energia solar sofre derrota no TCU
O ministro Aroldo Cedraz suspendeu os efeitos da decisão do próprio Tribunal de Contas da União (TCU), que atingia o sistema de geração distribuída e inviabilizava as micro e minigeradoras de energia solar em residências e empresas, que hoje garante economia de até 90% na conta mensal de energia. Assim, a Aneel fica impedida de anular políticas de estímulo à geração de energia solar renovável, asseguradas desde 2014.

Retrocesso, não
Seria um retrocesso ao desenvolvimento do País e de suas políticas públicas ceder à pressão das distribuidoras em prejuízo da sociedade.

Cobrança abusiva
As poderosas distribuidoras pressionam para cobrança abusiva até pelos postes e fios, daqueles que, de boa fé, investiram em energia solar.

Recurso da ABGD
O recurso foi apresentado ao TCU pela Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD) e duas ONGs ligadas ao setor.

Lobby vale-tudo
A agência reguladora de energia elétrica Aneel, que sofre forte influência das distribuidoras, prestou informações incompletas, que poderiam induzir a erro o Tribunal de Contas da União.

‘Habemus candidato’
O ministro Marco Aurélio botou o dedo na ferida, ontem, ao lamentar a decisão política do STF: “‘Precisamos ter candidato a presidente em 2022’ não pode ser usado como argumento jurídico”, disse ele.

Vício insanável
Tem tanta gente babando pela CPI da Pandemia que passa com a maior naturalidade a presença de senadores cujos filhos são governadores que receberam bilhões do governo federal, e estão sujeitos a investigação.

Boa notícia
Depois da estabilização e início da queda nos casos, a média de mortes por covid no Brasil finalmente começa a cair. Segundo o Worldometer, a média brasileira era de 3.125 e fechou ontem em 2.879. Queda de 7,8%.

Até setembro
Quase 135 milhões de brasileiros devem ser vacinados até setembro, praticamente toda a população com mais de 18 anos. É a previsão de um estudo de Fernando Genta, economista-chefe da XP Asset.

Missão de senador
O senador Jorginho Mello (PL-SC) reagiu à própria escolha, pelo bloco governista, como membro titular da CPI da Covid: “demandará muito trabalho e tempo, mas vamos lá: missão dada, missão cumprida!”.

Ajuda na exportação
Empresários que queiram exportar poderão participar de 13 ações, entre missões prospectivas e encontros, em 2021, que serão promovidos pela CNI e Apex-Brasil. Empresas da Alemanha, China, Emirados Árabes e África do Sul, de diversos setores, como alimentos, estão confirmadas.

Assim é se lhe parece
Suposto estudo divulgado no WhatsApp aponta que os Estados com as maiores taxas de letalidade da covid votaram em Bolsonaro. Faltou dizer que o presidente também venceu nos Estados com as menores taxas.

Pensando bem…
… tolerar pai de governador participando da CPI da Pandemia é como escolher o senador Flávio Bolsonaro (Rep-RJ) como relator da comissão.

PODER SEM PUDOR

O vovô twiteiro
Em campanha para a Presidência da República no início do século, o octogenário Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), com fôlego de garoto, ficou viciado no Twitter. Aprendeu a teclar pelo celular e divulgava cada passo de suas viagens. Num imprevisto, em Bom Jesus da Lapa (BA), viu-se sem sinal de celular nem conexão para o laptop da equipe. Ao descobrir numa pracinha uma lan house onde a garotada jogava games, não titubeou. Meteu-se entre a rapaziada, escolheu um computador e ficou tuitando por uma hora.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Portugal põe diplomatas para trás, na vacinação
Com votos de seis ministros nomeados pelo PT, o STF anulou condenações de Lula
Deixe seu comentário
Pode te interessar