Quinta-feira, 02 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
10°
Mostly Cloudy

Brasil O Brasil registra mais de 12 mil casos confirmados de coronavírus e 553 mortes

Compartilhe esta notícia:

Foram 926 novas confirmações em 24 horas. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Nesta segunda-feira (6), subiu para 12.056 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Foram 926 novas confirmações em 24 horas. O número de óbitos também aumentou, agora são 553, são 67 a mais em relação à última atualização. A maior parte está em São Paulo, que concentra 304 mortes e lidera a lista nacional com 4.866 casos confirmados da doença. Os números estão consolidados com as informações que foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde ao Ministério da Saúde até as 14h desta segunda-feira (6). O total de casos e mortes pode ser maior devido à atualização constante das secretarias de Saúde dos Estados e municípios.

As mortes estão localizadas nos Estados do Amazonas (19), Amapá (2), Pará (3), Rondônia (1), Roraima (1), Alagoas (2), Bahia (10), Ceará (29), Maranhão (2), Paraíba (4), Pernambuco (30), Piauí (4), Rio Grande do Norte (7), Sergipe (4), Espírito Santo (6), Minas Gerais (9), Rio de Janeiro (71), São Paulo (304), Distrito Federal (10), Goiás (5), Mato Grosso do Sul (1), Mato Grosso (1), Paraná (11), Rio Grande do Sul (7) e Santa Catarina (10).

Apenas os estados do Acre e Tocantins não têm, até o momento, mortes confirmadas pela doença, mas também registram casos confirmados, assim como todos os demais Estados brasileiros.

No balanço desta segunda, foram 67 novas mortes, índice menor do que em dias anteriores. Contudo, o ritmo avança. Há uma semana (30), o número de mortes estava em 159. No período, a elevação do total foi de 350%. Já os casos confirmados somavam 4.579 há sete dias, o que representou um avanço de 263% até o resultado desta segunda, que tem 12.056 casos.

Já o número de novos casos confirmados em apenas um dia foi de 926, menor do que em outros dias da semana passada. O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, destacou o ritmo de avanço da pandemia no país. “O Brasil levou 17 dias para atingir 100 casos, outros sete dias para atingir 1.000 e outros 14 dias para chegar a 12 mil”, relatou.

No tocante ao perfil das mortes, 58% eram homens e 42% eram mulheres. No recorte por idade, 81% tinham acima de 60 anos. Na semana passada, esse percentual era de 90%. Já sobre as complicações associadas ao óbito, 237 tinham cardiopatia, 169 possuíam diabetes, 57 apresentavam alguma pneumopatia e 39 experimentavam alguma condição neurológica. As hospitalizações atingiram 2.424. As informações são do Ministério da Saúde e da Agência Brasil.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Santa Catarina liberou a retomada do trabalho de profissionais autônomos em todo o Estado
Procuradoria diz que prefeitos e governadores não podem agir contra isolamento social
Deixe seu comentário
Pode te interessar