Segunda-feira, 01 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
29°
Mostly Cloudy

Brasil O Governo da Bahia entra com ação no Supremo para fazer a compra direta de vacina russa

Compartilhe esta notícia:

Veículos de comunicação russos ligados ao governo elogiam a Sputnik V. (Foto: Governo de Corrientes/Divulgação)

O Governo da Bahia entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o estado possa fazer a compra direta da vacina russa Sputnik V. Um acordo de cooperação para 50 milhões de doses já havia sido assinado em setembro.

O governador Rui Costa já tinha informado nas redes sociais sobre a possibilidade de entrar com a ação. No entanto, a ação só foi ingressada na noite de sábado (16).

“Determinei à Procuradoria Geral do Estado da Bahia que ingresse com uma ação no Supremo Tribunal Federal para que possamos efetivar a compra direta da vacina russa Sputnik V, com a qual já assinamos um acordo de cooperação para o fornecimento de até 50 milhões de doses”, informou Rui Costa nas redes sociais.

O governador destacou que o pedido seria feito para evitar mais mortes de baianos e brasileiros pela Covid-19. “Não podemos assistir passivamente baianos e brasileiros morrendo diariamente diante da incapacidade do Governo Federal. Se eles não têm capacidade de fazer nada, melhor que peçam demissão ou renunciem. O povo brasileiro não merece ser maltratado e humilhado. Precisamos reagir!”, enfatizou.

O governo informou que a Bahia já tem um contrato de prioridade para recebimento de até 50 milhões de doses da vacina Sputnik V, que recentemente apresentou índice de eficácia superior a 90% segundo os testes realizados.

Plano de vacinação

O plano de imunização estadual contra a Covid-19 foi divulgado pelo governo da Bahia. Ele será dividido em quatro etapas e cada fase da campanha de vacinação terá a duração de um mês.

De acordo com o governo do estado, estão previstas 5.114 salas de vacina em todo o estado e serão necessárias 10,2 milhões de seringas e agulhas, considerando que os imunobiológicos possuem duas doses. Segundo informações da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), é possível que os idosos com mobilidade limitada ou que estejam acamados sejam vacinados em casa.

Nos centros urbanos, o drive-thru será estimulado e no caso dos profissionais de saúde que trabalham nos hospitais, a vacinação ocorrerá nas próprias unidades. O plano de vacinação estadual é semelhante ao de Salvador, divulgado pelo prefeito Bruno Reis. Na ocasião, ele detalhou que a capital pode aplicar 100 mil doses por dia e que tem material para a vacinação, assim como os locais de armazenamento.

Anvisa

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), comemorou nas redes sociais, a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por unanimidade, do uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19.

Na publicação, Rui Costa comemorou dizendo que a aprovação das vacinas foi uma “vitória da ciência” e classificou o domingo (17) como o “dia de esperança” para todos os brasileiros. “Vitória da ciência! Finalmente a Anvisa autorizou o uso emergencial das vacinas #CoronaVac e da Universidade de Oxford no #Brasil. Dia de esperança para todos nós brasileiros”, disse o governador da Bahia.

Ru Costa também falou que quer “salvar vidas e combater o negacionismo” e que a Bahia está pronta para começar as vacinação. “Vamos salvar vidas e combater o negacionismo. Que as vacinas cheguem logo à #Bahia. Já estamos a postos”, afirmou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

A Procuradoria-Geral da República pede ao Superior Tribunal de Justiça que investigue o governador do Amazonas e a prefeitura de Manaus por causa do colapso no sistema de saúde
Sem oxigênio, o governo do Amazonas orienta a abertura de valas
Deixe seu comentário
Pode te interessar