Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Esporte O que está acontecendo com o ídolo brasileiro Emerson Fittipaldi?

Compartilhe esta notícia:

Ex-piloto teve bens penhorados e culpa a crise do Brasil pelas dívidas. Crédito: Reprodução

Um dos maiores nomes da história do automobilismo brasileiro vive uma crise financeira. O ex-piloto Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1, emitiu um comunicado oficial nesta semana para explicar sua atual situação. Ele admitiu estar passando por um momento difícil, mas garantiu que vai recuperar troféus e carros, que foram penhorados pela Justiça.

Em comunicado, o ex-piloto disse que “sempre esteve disposto a negociar com seus credores” e que “lamenta muito o ocorrido”.

Fittipaldi enfrenta processos milionários na Justiça. São mais de 60 ações que tramitam contra o ídolo brasileiro. A lista de credores contra o ex-piloto inclui bancos privados e públicos, prefeituras, empresários e até dono de posto de gasolina, de acordo com reportagem da TV Record, que diz que as dívidas podem chegar a 27 milhões de reais.

Os bancos Bradesco, ABC, Safra, HSBC, Banco do Brasil e Itaú entraram com ações na Justiça pedindo ressarcimento por créditos bancários feitos ao piloto. Os empréstimos dos bancos foram concedidos à empresa do piloto, a EF Marketing e Comunicação LTDA.

Em um comunicado, Fittipaldi reconheceu os débitos e afirmou que sua situação é resultado do momento financeiro e político vivido pelo País.

Confira o comunicado oficial:

“Com relação a recentes episódios veiculados nos meios de comunicação, Emerson Fittipaldi afirma que nunca omitiu dificuldades financeiras e que sempre esteve disposto a negociar com seus credores.

O volume de seus débitos, inferior a seu patrimônio, é resultado de um cenário financeiro e político instável que o Brasil inteiro enfrenta. Como todo brasileiro, Emerson Fittipaldi acredita que vai resolver esta questão com seu trabalho. Ele tem confiança no futuro do panorama econômico do País e na saúde financeira de suas empresas.

Emerson Fittipaldi enfatiza que nunca se negou a dar entrevistas sobre o assunto e que busca parcerias e soluções para esta situação. O escritório de Emerson sempre esteve aberto e acessível a todos no mesmo endereço há mais de 20 anos.

Os carros de competição e troféus conquistados pelo bicampeão de Fórmula 1 e das 500 milhas de Indianápolis pertencem a um museu dedicado aos brasileiros que amam automobilismo e, assim que esta questão for resolvida, voltarão ao local de origem. Emerson lamenta muito o ocorrido, mas não se abate diante das dificuldades e está confiante na solução desses problemas.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Primeiro-ministro da Islândia diz que não renunciou ao cargo
Bianca Nery Fares
Mulher que esfaqueou médico já atuou em novela da Globo
Deixe seu comentário
Pode te interessar