Terça-feira, 31 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

Geral Onze pessoas morreram afogadas no Estado no feriadão de Ano-Novo

Desde o início desta edição da Operação Golfinho, pelo menos 21 pessoas morreram afogadas. (Foto: Jackson Ciceri/ o Sul)

Onze pessoas morreram afogadas no Rio Grande do Sul no feriadão de Ano-Novo – de 30 de dezembro de 2015 até esse domingo. A ultima ocorrência foi registrada no município de Rio Pardo, no Vale do Rio Pardo, onde foi localizado o corpo de um homem que havia desaparecido em um açude na noite de sábado, na localidade de Passo do Adão. Fabiano Oliveira Soares, 24 anos, estava pescando no local quando se afogou.

Em Tramandaí, no Litoral Norte, um jovem de 20 anos morreu afogado no domingo. Diovane Trindade Nunes, natural de Alvorada (Grande Porto Alegre), se afogou na altura da barra do rio Tramandaí. O corpo foi localizado próximo da guarita 151.

Na tarde de domingo, foi encontrado o corpo de Eduardo Cardozo da Silva, 38, que desapareceu no píer de São José do Norte, no Sul do Estado. Na mesma região, os bombeiros retomaram as buscas a Vitor Marin Vaz Guterrez, 38. Ele desapareceu após ter se afogado no rio Piratini, em Pedro Osório. Ele estava com amigos que também se afogaram, mas conseguiram se salvar.

Operação Golfinho

Desde o início desta edição da Operação Golfinho, no dia 19 de dezembro, até domingo, pelo menos 21 pessoas morreram afogadas no Rio Grande do Sul. A maioria dos óbitos ocorreu fora da área de cobertura do serviço de salva-vidas, segundo o coordenador da 46 Operação Golfinho no Estado, major Julimar Fortes.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Jovens poderão fazer o alistamento militar pela internet em nove Estados do Brasil
Sauditas e iranianos disputam hegemonia no Oriente Médio
Deixe seu comentário
Pode te interessar