Sábado, 25 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Prefeitura de Porto Alegre anuncia medidas para incentivar o setor de eventos

Compartilhe esta notícia:

"O setor de eventos é fundamental, pois envolve a área social e cultural da cidade", afirmou Melo

Foto: Mateus Raugust/PMPA
"O Estado irá realizar a Expointer com 25 mil visitantes por dia, mas não se posiciona quanto ao cronograma proposto pela região, que tem protocolos ainda mais rigorosos”, afirma o prefeito. (Foto: Mateus Raugust/PMPA)

A prefeitura de Porto Alegre anunciou, nesta terça-feira (27), um conjunto de medidas para incentivar o setor de eventos, um dos mais prejudicados pela pandemia de coronavírus.

Entre as ações, apresentadas na Associação Comercial da Capital, está a redução de imposto, a extinção de taxas e a reabertura gradual de grandes eventos. “O setor de eventos é fundamental, pois envolve a área social e cultural da cidade e foi altamente prejudicado com as restrições da pandemia. Desde o início da nossa gestão, construímos, junto com os demais setores da sociedade e vereadores, uma abertura das atividades econômicas com muita responsabilidade”, declarou o prefeito Sebastião Melo.

Ele ressaltou que os dados epidemiológicos mostram estabilidade na ocupação de leitos e avanço na vacinação contra a Covid-19. “Aguardamos posicionamento do Estado quanto ao plano da R10 de retomada dos grandes eventos. Elaboramos uma proposta concreta, com protocolos rígidos, e acreditamos em uma resposta positiva, já que a Expointer foi autorizada a ocorrer com público de 15 mil pessoas”, afirmou o prefeito.

Conforme o Grupo Live Marketing RS, estima-se que o mercado de eventos movimente R$ 2 bilhões e gere 500 mil empregos diretos e indiretos anualmente no Estado.

Conheça as medidas apresentadas pela prefeitura:

1 – Redução do ISS (Imposto Sobre Serviços) para o setor de eventos de 5% para 2%, o que representa uma baixa de 60% no valor do tributo. A medida vale para toda a cadeia produtiva, ou seja, as contratações derivadas do setor de eventos.

2 – Extinção da TFLF (Taxa de Fiscalização da Localização e do Funcionamento) para todas as empresas. O objetivo é reduzir os custos operacionais e incentivar a abertura de novos negócios.

3 – Reestruturação do Escritório de Eventos: isenção das taxas para eventos sem cobrança de ingressos e redução pela metade para aqueles com venda, limitando a 10 mil Unidades Fiscais do Município (R$ 40 mil).

4 – Plano de Reabertura Gradual dos Grandes Eventos. A prefeitura aguarda posicionamento do governo do Estado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Prefeitura de Porto Alegre realiza ações em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais
Ocupação em leitos de UTI atinge menor índice em mais de um ano em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar