Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Porto Alegre Prefeitura monitora pacientes com doenças respiratórias crônicas

Compartilhe esta notícia:

Projeto é uma parceria da SMS com o Hospital de Clínicas e o Telessaúde.

Foto: Divulgação/PMPA
Projeto é uma parceria da SMS com o Hospital de Clínicas e o Telessaúde. (Foto: Divulgação/PMPA)

A prefeitura iniciou nesta segunda-feira (30), o monitoramento de pacientes com doenças respiratórias crônicas. Estudantes de medicina no último ano da faculdade ou doutorandos farão contato telefônico com as pessoas que estiveram hospitalizadas em 2019 por esse motivo. Um total de 15 mil pacientes passou por internação hospitalar por razões respiratórias em Porto Alegre no ano passado.

O projeto é uma parceria da SMS (Secretaria Municipal de Saúde) com o Hospital de Clínicas e o Telessaúde da UFRGS. Visa a diminuir o risco de sobrecarga do sistema de saúde em caso de agravamento do quadro clínico, em especial neste momento, em que casos de Covid-19 são confirmados na cidade, o que poderá impactar no atendimento hospitalar tanto da rede pública quanto privada. “Essa parceria é importante no enfrentamento da pandemia, para minimizarmos os impactos no sistema de saúde da Capital”, diz o prefeito Nelson Marchezan Júnior.

O secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer, avisa que a prioridade será para pacientes com asma ou DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica). A intenção é fazer contato com os pacientes para conhecer a situação atual de saúde deles. “No contato, os pacientes deverão informar se estão mantendo os cuidados recomendados, receberão orientação para retomar os cuidados e, se for o o caso, indicação para não descompensação do seu quadro clínico”, explica.

Os contatos serão feitos exclusivamente por telefone. “Os doutorandos e estudantes entrarão em contato com os pacientes e os casos serão analisados e manejados conforme necessidade. Residentes de medicina de família da SMS e do Hospital de Clínicas acompanharão o trabalho, para avaliar urgências identificadas no telefone com o apoio de um residente da pneumologia do Hospital de Clinicas”, completa a diretora adjunta da APS (Atenção Primária à Saúde) da secretaria, Diane Nascimento. “É importante que os pacientes saibam que a secretaria está iniciando este monitoramento”, enfatiza.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Rio Grande do Sul recebe mais Equipamentos de Proteção Individual para trabalhadores da saúde
Na contramão
Deixe seu comentário
Pode te interessar