Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

Brasil Sarampo: vacinação preventiva começa em todo o país



Foram vacinadas 4.831 crianças em Porto Alegre entre os dias 7 e 24 de outubro. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Crianças de todo o país podem começar a ser vacinadas a partir desta quinta-feira (22), segundo o Ministério da Saúde. A recomendação foi divulgada em decorrência do aumento de casos da doença em 11 estados do país, principalmente em São Paulo. O ministério deve enviar 1,6 milhão de doses a mais para os estados, afim de intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos.

Nos últimos noventa dias, o país registrou 1.680 casos confirmados de sarampo. Além de vacinar as crianças na faixa etária prioritária, o ministério, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, também orienta estados e municípios a realizarem o bloqueio vacinal. Ou seja, em situação de surto ativo do sarampo, quando identificado um caso da doença em alguma localidade, é preciso vacinar todas as pessoas que tiveram ou têm contato com o suspeito em até 72 horas.

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul orienta que todas as crianças de 6 a 11 meses devem ser vacinadas contra o sarampo. São cerca de 70 mil crianças dentro da faixa etária. Apesar do estado não registrar casos confirmados da doença, a Secretaria recomenda que a vacinação de rotina deve ser mantida independentemente da criança ter tomado a “doze zero”. A medida deve permanecer enquanto o país não interromper a transmissão do vírus. Para isso, é necessário permanecer 90 dias sem novos casos.

 A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Tani Ranieri, ressalta que entre essa dose extra e a primeira (aos 12 meses) é recomendado um intervalo de 30 dias. “O profissional de saúde na Unidade Básica fará essa análise de como e quando fazer a aplicação das doses, pois aos 12 meses a criança ainda precisa dois reforços, com a pneumocócica e meningocócica, além de que aos 9 meses também é prevista a vacina contra a febre amarela”, informa.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Presidente da França defende que G7 discuta incêndios na Amazônia 

com urgência
Por falta de dinheiro, UFRGS suspende cartão de estudante
Deixe seu comentário
Pode te interessar