Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Saúde do RS e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde publicam comunicado sobre vacinação de adolescentes

Compartilhe esta notícia:

Adolescentes que já receberam a D1 terão direito de completar o esquema vacinal.

Foto: Cristine Rochol/PMPA
Quase 170 mil jovens dessa faixa etária já receberam a primeira dose de Pfizer. (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

A Secretaria da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RS) divulgaram, nesta sexta-feira (17), uma nota conjunta sobre a vacinação de adolescentes no Estado, em função de mudança de regras anunciada pelo Ministério da Saúde (MS).

No documento, as duas instâncias reforçam que começaram a vacinar os adolescentes sem comorbidades no Estado no prazo inicialmente indicado pelo MS, 15 de setembro, e que têm interesse em continuar imunizando esse público, desde que garantidas as doses necessárias.

“Nossa intenção é seguir protegendo os adolescentes com a vacina, de forma simultânea com o avanço da dose de reforço dos idosos e completando 100% do público vacinável no Rio Grande do Sul, ou seja, todos os maiores de 18 anos”, explicou a secretária da Saúde, Arita Bergmann. “Começamos a vacinar os adolescentes na data indicada pelo ministério e queremos continuar, desde que tenhamos doses Pfizer disponíveis. Nosso desejo é que o Ministério da Saúde reveja a posição tomada.”

Em relação à segunda dose dos adolescentes que já foram imunizados com a D1, o Estado acrescenta que todos têm direito à completar o esquema vacinal. Doses serão disponibilizadas no tempo oportuno.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Mortes causadas pelo coronavírus caem 27% em uma semana no Brasil
Horário de verão não faz diferença para economia de energia, diz estudo do ONS entregue ao governo
Deixe seu comentário
Pode te interessar