Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Tribunal de Justiça considera inconstitucional a lei que criou uma taxa de contribuição para a segurança pública em Capão da Canoa

Compartilhe esta notícia:

Em decisão unânime, o Órgão Especial do TJRS entendeu que a matéria é de competência da esfera estadual

Foto: Divulgação
Em decisão unânime, o Órgão Especial do TJRS entendeu que a matéria é de competência da esfera estadual. (Foto: Divulgação)

O Órgão Especial do TJRS (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul) considerou inconstitucional uma lei do município de Capão da Canoa, no Litoral Norte, que instituía a Contribuição Permanente para a Segurança Pública.

A ação direta de inconstitucionalidade foi ajuizada pela Procuradoria-Geral de Justiça. Em decisão unânime, o colegiado do TJRS entendeu que a matéria é de competência da esfera estadual, de acordo com informações divulgadas na terça-feira (16) pela Corte.

A Lei Complementar n° 78, de 30/12/21, criou a Contribuição Permanente para a Segurança Pública, taxa cobrada de proprietários de imóveis em Capão da Canoa, exceto dos beneficiados por isenção de IPTU (Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana), garagens, box de estacionamento e depósitos de prédios. O objetivo da proposta aprovada pela Câmara de Vereadores era o custeio e investimentos nas áreas da segurança e mobilidade no município.

O desembargador Nelson Antônio Monteiro Pacheco, relator da ação, considerou que a legislação questionada criou a taxa municipal em decorrência de serviço público de natureza estadual, “em flagrante usurpação de competência legislativa, porquanto incumbe aos Estados legislar acerca de segurança pública”, conforme determinam a Constituição Federal e a Constituição Estadual. “Clara está a invasão de competência tributária do Estado por parte do município de Capão da Canoa, na espécie”, afirmou o relator da ação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Mulher que levou homem morto em cadeira de rodas para sacar empréstimo em banco é presa no Rio
Caixa começa a pagar a parcela de abril do programa Bolsa Família
https://www.osul.com.br/tribunal-de-justica-considera-inconstitucional-a-lei-que-criou-uma-taxa-de-contribuicao-para-a-seguranca-publica-em-capao-da-canoa/ Tribunal de Justiça considera inconstitucional a lei que criou uma taxa de contribuição para a segurança pública em Capão da Canoa 2024-04-17
Deixe seu comentário
Pode te interessar