Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Mostly Cloudy

Ciência Uma espaçonave fotografou a Terra e a Lua a 5 milhões de quilômetros de distância

Compartilhe esta notícia:

A Terra e a Lua se destacam na escuridão do espaço. (Foto: Reprodução)

A sonda espacial OSIRIS-REx está viajando em direção ao asteroide Bennu para coletar rochas que possam conter matéria orgânica, com chegada prevista para agosto deste ano. Mas durante o percurso sua câmera está ativa, registrando a viagem. Uma das imagens, divulgada esta semana pela Nasa (a agência espacial norte-americana), mostra a Terra e a Lua, a 5 milhões de quilômetros de distância.

“No mais alto nível filosófico, a missão pretende revelar de onde nós viemos, já que os asteroides são restos da formação do nosso Sistema Solar”, disse a agência espacial dos Estados Unidos, em comunicado oficial. “Mas enquanto a astronave pode nos dizer nossas origens e para onde vamos, também nos lembra de onde estamos agora.”

A fotografia foi tirada no dia 2 de outubro do ano passado, enquando a OSIRIS-REx dava sua última volta em torno da Terra para pegar impulso em direção a Bennu. Ela fez sua aproximação do nosso planeta – uma altitude de 17 mil quilômetros (11,000 milhas) – em 22 de setembro de 2017 e tirou essa imagem 10 dias depois. Na ocasião, a Lua estava a cerca de 384 mil quilômetros de distância da Terra. Já a OSIRIS-REx estava a uma distância 13 vezes maior.

A imagem divulgada pela Nasa é, na verdade, a composição de três fotografias diferentes, tiradas em diferentes comprimentos de luz. Elas foram reunidas e corrigidas, com a Lua sendo clareada para se tornar mais visível. E uma ilusão de ótica faz a Lua parecer mais próxima do que realmente é, pois a espaçonave estava mais perto da Terra que da Lua no momento da foto, tornando o satélite aparentemente menor, mas mais próximo do planeta.

No total, a nave espacial viajará 7,2 bilhões de quilômetros (4,5 bilhões de milhas) para chegar ao asteróide. Uma vez no asteróide, usará um braço robótico para coletar uma amostra em julho de 2020. Em março de 2021, a nave espacial começará sua jornada de volta à Terra e, em setembro de 2023, a amostra será entregue em uma cápsula de volta à Terra.

Outras fotos semelhantes

Muitas outras naves espaciais capturaram vistas semelhantes, mostrando a distância entre nossos dois corpos.

Em 1992, por exemplo, a nave espacial Galileo capturou uma imagem dos nossos dois mundos no caminho para Júpiter. Em 2011, a nave espacial MESSENGER tirou uma imagem da Terra e da Lua de Mercúrio. E também em 2011, a nave espacial Juno tirou uma foto da Terra e da Lua em seu caminho para Júpiter.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Moradores da Flórida veem neve que há 30 anos não viam
Direitos e deveres dos viajantes: Saiba o que fazer com os contratempos nas férias
Deixe seu comentário
Pode te interessar