Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Polícia apreende armas e drogas em Barão do Triunfo

E o nome do homem? Paolo Guerrero completa um ano de Inter e cai nas graças da torcida

O jogador é o artilheiro da equipe na temporada com 13 gols. (Foto: Ricardo Duarte/S.C.Internacional)
*Valéria Possamai

A quinta-feira marcar um dia especial para Paolo Guerrero. Anunciado pelo clube em 12 de agosto, o camisa 9 foi apresentado oficialmente no dia 15 daquele mês para mais de 5 mil pessoas no estádio Beira-Rio. Naquela data, o
atacante afirmou estar feliz em vestir a camisa do colorado e disse que seu desejo era fazer história com a camisa do clube. História que se construiu com o passar dos meses
em Porto Alegre.

O sonho do torcedor colorado em ver o jogador em campo, contudo, chegou a se tornar pesadelo. Logo após ser apresentado, a Justiça da Suíça revogou sua liminar e o peruano voltou a ficar suspenso por conta do caso de doping. O centroavante só voltou a entrar em campo em 2019.

Em 6 de abril, Guerrero entrava em campo, pela primeira vez, com a camisa vermelha. Mesmo cumprindo a punição, o jogador não deixou de treinar e o todo trabalho foi recompensado. Já em seu primeiro jogo, o peruano deixou sua marca contra o Caxias. Desde então, o atleta vem somando fatos históricos em sua carreira.

Contratado para balançar as redes, o jogador não deixou a desejar. Ele marcou gols em todas as suas primeiras partidas das competições disputadas pelo colorado. Em sua primeira partida pelo Gauchão, marcou contra o Caxias. Na primeira da Libertadores, marcou contra o Palestino, fez gol também em sua estreia no Brasileiro contra o Flamengo e na primeira da Copa do Brasil balançou as redes contra o Paysandu.

Em cinco meses de atuação, o peruano soma 19 jogos e 11 gols marcados. Com 13 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas, o atacante possui um aproveitamento de 75,43% na temporada. Além disso, com 11 bolas na rede, é o artilheiro do Inter em 2019. Números que o mantém entre os 10 maiores artilheiros que atuam ou já atuaram em no país. Peça fundamental no esquema de Odair pelos seus gols marcados, o jogador é referência no sistema ofensivo e uma das lideranças dentro do vestiário.

Com o desempenho dentro das quatro linhas, Guerrero caiu nas graças da torcida e já virou música. “E o nome do homem? É Paolo Guerrero”, diz o trecho do funk criado pelo MC da VR, músico gaúcho.

Uma das marcas importantes alcançadas com a camisa do colorado foi seu 100º gol vestindo a camisa de clubes brasileiros. No dia 12 de maio, em partida contra o Cruzeiro, no Brasileirão, o camisa 9 marcou um dos gols que deu a vitória colorada sobre os mineiros pelo placar de 3 a 1.

Já com destaque no Rio Grande do Sul, o capitão da seleção peruana foi o nome da equipe no vice-campeonato da Copa América disputada no Brasil. Um dos artilheiros da competição, com 3 gols, o atleta é o maior artilheiro em atividade da competição. Após retornar do torneio, marcou dois gols que ajudaram o Inter a garantir sua classificação para as quartas-de-final da Copa Libertadores.

Leia mais: Inter vai à CBF para tentar alteração de datas da Copa do Brasil e já planeja logística para ter Guerrero

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

 

Deixe seu comentário: