Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro diz que a reforma administrativa será a “mais suave possível”

Executivo do Inter admite fase “péssima”, mas nega problemas no vestiário: “Existe indignação por conta dos resultados”

Colorado perdeu por 2 a 0 para o Ceará e se afastou do G-4. Foto: (Ricardo Duarte/S.C.Internacional)

*Valéria Possamai

O terceiro jogo seguido sem vencer e a segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro, trouxe ainda mais problemas para o Inter, que agora se vê mais afastado do G-4, na reta final do nacional. Com o revés de 2 a 0 para o Ceará, na noite desta quinta-feira, o colorado caiu para a oitava colocação, ficando a sete pontos do quarto colocado na tabela de classificação.

Após a partida na Arena Castelão, o executivo de futebol Rodrigo Caetano, deixou claro que o momento do time é considerado péssimo, tendo em vista a reta final do campeonato. Agora, restam sete rodadas para a equipe atingir o objetivo da classificação para a Libertadores de 2020.

“Em relação a nossa fase, ela não é ruim, é péssima. Um sequencia de resultados negativas em fase decisiva da competição. Pontos que ficam para trás, como todo respeito aos adversários, mas principalmente com relação a nossa própria performance. Além de não termos jogados bem hoje, apesar de tido a posse, termos tentado, mas não tivemos competência de vencer o jogo. As nossas avaliações sempre vão acontecer até o fim do ano. Temos aspirações ainda. Temos que conseguir a vaga para a Libertadores, estar na parte de cima da tabela. Não podemos ficar remoendo as coisas, fazermos nossas avaliações, as cobranças, os próprios jogadores se cobram muito”, declarou Caetano.

Com duas derrotas em sequência, incluindo a último domingo no clássico Grenal, houveram especulações quanto ao ambiente entre os jogadores. Contudo, o dirigente foi enfático ao dizer que existe sim, a indignação dos próprios jogadores, mas para com os resultados.

“De novo eu vou repetir, é natural que quando se perde se especule diversos motivos. O nosso motivo é que nós perdemos performance, não estamos conseguindo jogar bem. É esse mesmo grupo que levou o time até uma final de Copa do Brasil depois de muitos anos, teve a oportunidade de vencer. Fez uma boa Copa Libertadores, mostrou regularidade no campeonato, que hoje perdemos. Vamos tem que encontrar soluções dentro do trabalho, dentro do vestiário. Te afirmo que existe muito boa relação, profissionalismo por parte dos atletas, e existe indignação por conta dos resultados”, declarou Rodrigo Caetano.

O Inter volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Beira-Rio, contra o Fluminense. O elenco se reapresenta neste sábado, no CT Parque Gigante, quando realiza o único treino em Porto Alegre, antes da partida.

*estagiária sob supervisão de Marjana Vargas