Últimas Notícias > Notícias > As obras no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, causam mudanças nos voos que saem de Porto Alegre

Projeto de apoio à mulheres vítima de violência poderá chegar à Região Metropolitana

Medida deve auxiliar os municípios a darem suporte às vítimas. (Foto: Divulgação/CRO-RS/Agência de Arte)

Uma estrutura privada de acolhimento a mulheres vítima de violência poderá ficar disponível ao poder público. A Fundação La Salle é a mantenedora do espaço que tem capacidade para atender até 40 pessoas. A Granpal, que é o consórcio de municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre vem discutindo a possibilidade da parceria. “Essa proteção faz parte da política de assistência social e precisa funcionar, sobretudo em respeito à dignidade feminina”, enfatizou o presidente da Granpal e prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier (PSB).

Conforme o grupo, 12 cidades já estão em processo de contratação do Centro Regional de Abrigamento das Mulheres em Situação de Risco e de Violência (CRAM).  A ideia é que haja uma solução aos municípios da Região Metropolitana que possuem a demanda, mas não conseguem sustentar uma estrutura própria.

A intenção é que os Executivos municipais firmem convênios junto à entidade responsável pelo espaço e paguem pela utilização do local numa fração de metas. O estabelecimento oferece quartos, banheiros individualizados, refeitório, biblioteca e áreas de lazer. O contrato irá assegurar a segurança do prédio, a assistência médica, enfermagem, acompanhamento de assistentes sociais e de psicologia.

Os encaminhamentos para o CRAM serão feitos por orientação de serviços sócio assistenciais, medidas protetivas do Ministério Público ou do Poder Judiciário.

Deixe seu comentário: