Últimas Notícias > Notícias > A segurança pública e a violência escolar estão em debate na Câmara de Vereadores de Porto Alegre

Policia Federal já tem dados para prender hacker criminoso

Sérgio Moro foi um dos alvos da ação criminosa. (Foto: EBC)

Falta muito pouco para a Polícia Federal prender o hacker criminoso que roubou dados sigilosos dos celulares de magistrados e procuradores, com ênfase para Sérgio Moro e Deltan Dallagnol. Já foi identificado. Envolvido diretamente na trama criminosa, Glenn Greenwald poderá ser deportado caso se confirme a sua estreita aliança com os bandidos que integram a organização criminosa.

Balanço do semestre

O governador Eduardo Leite analisa hoje com secretários e demais integrantes do primeiro escalão dirigentes dos partidos da base, os resultados do primeiro semestre e as projeções para os próximos meses. Será no Palácio Piratini a partir das 9 horas, até as 13 horas.

Justiça Eleitoral condena Beth Colombo

A juíza Annie Kier Herynkopf, da 134ª Zona Eleitoral, tornou a ex-candidata à prefeitura de Canoas Beth Colombo do PRB inelegível por oito anos (a contar de 2016) por abuso de poder econômico e uso de caixa 2. Também foram condenados seu candidato a vice Mario Luis Cardoso e o tesoureiro Guilherme Ortiz. O processo teve origem no flagrante da descoberta de R$ 500 mil sem origem comprovada,no comitê eleitoral da então candidata. O processo tem a ver ainda com a eleição municipal de 2016, e ainda cabe recurso.

Segurança Jurídica?

Um novo desdobramento do caso,no qual a empresa alemã Fraport vem sendo compelida a arcar com as despesas não previstas no contrato de concessão, para remoção e reassentamento dos invasores da área onde será construída a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho: ontem, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Estado divulgou um parecer jurídico indicando que o contrato de concessão “não impõe o dever de reassentar as famílias atingidas pelas obras de extensão da pista, mas tão só o dever de desocupar a respectiva área”.

Manifesto dos Advogados do Brasil tem 1.002 assinaturas

“O manifesto subscrito por 1.000 advogados brasileiros, em razão dos ataques injustificados lançados contra as autoridades envolvidas na operação Lava-Jato, em especial ao ministro da Justiça, Dr. Sérgio Fernando Moro, e Procurador da República, Dr. Deltan Dallagnol, e, considerando a nota emitida pelo Conselho Federal da OAB, em 10 de junho de 2019, que sugeriu o afastamento das autoridades de suas respectivas funções em decorrência da divulgação de mensagens obtidas criminosamente pelo periódico The Intercept Brasil, os advogados subscritores deste Manifesto repudiam categoricamente a referida nota do Conselho Federal da OAB, bem como expressam o completo apoio à operação Lava-Jato e seus atores, reconhecendo os grandes serviços prestados ao País por todos os magistrados, procuradores e policiais, representados neste ato pelas figuras do ministro da Justiça Sérgio Moro e Procurador da República Deltan Dallagnol.”

Deixe seu comentário: