Últimas Notícias > Capa – Destaques > Os ônibus de Porto Alegre circulam com passe livre neste sábado para a vacinação contra o sarampo

Novo carro japonês levanta voo por um minuto durante teste

Modelo da Nec Corp parece mais um drone gigante e utiliza 4 hélices para sair do chão. (Foto: Reprodução)

A corrida para tornar o carro voador realidade está a todo vapor. No Japão, a Nec Corp realizou nesta segunda-feira (5) um teste para seu protótipo. Dentro de uma grande gaiola de segurança, o veículo levantou a 3 metros de altura e ficou voando por cerca de um minuto.

Parecendo mais um drone gigante, o modelo utiliza 4 hélices movidas à energia elétrica. De acordo com a Associated Press, o governo japonês está incentivando o desenvolvimento de carros voadores para que virem realidade até 2030.

Por enquanto, o objetivo é que o veículo seja utilizado em entregas no futuro e sem a necessidade de um piloto.

Além da Nec, empresas como Boeing, Pal-V e Uber estão trabalhando em seus conceitos voadores. Em outra frente, companhias também desenvolvem motos voadoras, inclusive, até a polícia de Dubai está utilizando um protótipo do tipo.

Testes em Fukushima

Entre as bases que o governo japonês está criando para incentivar os carros voadores está uma área de testes em Fukushima. A ideia é utilizar a região devastada pelos desastre nuclear como local de voo para estes veículos.

Corrida

Notícias de carros voadores estão se tornando mais frequentes a cada dia. Essa corrida para ver quem domina primeiro esta tecnologia, e a coloca no mercado, envolve gigantes como Boeing, Airbus e Uber, mas também tem projetos nas mãos de várias startups pelo mundo.

Alguns se parecem mais com um carro de verdade, enquanto outros utilizam tecnologia mais similar a de drones. Outra corrida em potencial é a da moto voadora, nesse caso, com veículos mais compactos.

Airbus

Feito em parceria com a Audi, o conceito de carro voador da Airbus foi apresentado no Salão de Genebra de 2018. Com uma cabine de capacidade para dois passageiros, o habitáculo pode ser acoplado tanto a uma base sobre rodas como a um módulo de voo.

O módulo de voo tem 4,40 metros de comprimento, e é movido por 8 motores elétricos, que totalizam 217 cavalos. A autonomia é de 50 km.

Boeing

Feito para ser um veículo autônomo, o carro voador da Boeing fez seus primeiros testes no início de 2019.

Ele mede 9 metros de comprimento e 8,5 m de largura, conta com sistemas de propulsão e de hélices para planar e se move como um helicóptero.

Pal-V

A holandesa Pal-V promete para 2020 colocar a venda seu carro voador. Ele tem uma autonomia de até 500 km no ar e possui hélices que o transformam em uma espécia de helicóptero. Chamado de Liberty Pioneer, ele pode levar 2 pessoas e até 20 kg de bagagem.

O carro pesa 660 kg e custa mais barato que um helicóptero: cerca de 500 mil euros, enquanto que um helicóptero pode sair entre 1 e 2 milhões de euros.

Uber e Bell Nexus

O Uber está trabalhando com diversas empresas da área de aviação, como a Embraer e também a Bell, que antes era especializada apenas em helicópteros.

Capaz de levantar voo verticalmente, o Bell Nexus é movido por motorização elétrica híbrida, para poder percorrer maiores distâncias, e leva até 5 pessoas.

Embraer

A empresa brasileira desenvolve, por meio de sua subsidiária Embraer-X, um carro voador para equipar o sistema de viagens aéreas do Uber.

Carmorant

A empresa de tecnologia israelense Urban Aeronautics originalmente projetou seu avião de transporte de pessoas como uma “mula aérea” para uso militar. Ele decola verticalmente e tem um motor de helicóptero padrão, mas nenhum grande rotor principal. Sua propulsão vem de dois ventiladores enterrados dentro da fuselagem.

Dois “ventiladores” menores conduzidos montados na parte traseira fornecem o movimento dianteiro. Ele pode voar entre edifícios e linhas de energia, atingir velocidades de até 185 km/h, ficar no ar durante uma hora e transportar até 500 kg.