Últimas Notícias > Notícias > Brasil > A Polícia Federal investiga estelionato contra a Caixa Econômica Federal

Veja os nomes dos empresários que jantaram com Bolsonaro nesta terça

Antes do jantar, Bolsonaro discursou para empresários na Fiesp. (Foto: Divulgação)

Em um jantar com cerca de 50 empresários nesta terça-feira (11), em São Paulo, onde o arroz com pato e o carré de cordeiro foram os grandes destaques à mesa, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçaram a mensagem de confiança na aprovação da reforma da Previdência, a principal medida da agenda econômica do governo federal neste ano.

Em um movimento para se aproximar dos empresários, o presidente disse que cabe aos industriais conduzir o País. Segundo relatos dos presentes no encontro, promovido pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, Bolsonaro disse que o governo tem que “deixar de atrapalhar a iniciativa privada”, reforçando um de seus motes durante a campanha eleitoral do ano passado.

Ele voltou a explicar que não defendia o liberalismo econômico, mas que tem aprendido muito com o seu ministro da Economia. Em tom amistoso, voltou a falar na possibilidade de privatização dos Correios.

Para muitos empresários presentes no jantar, a tranquilidade do presidente e de Guedes serviu como sinalizador de que o mercado financeiro acerta ao continuar apostando na aprovação da reforma da Previdência, apesar dos ruídos gerados nos últimos dias por conta do vazamento de conversas do atual ministro da Justiça, Sérgio Moro – assunto, por sinal, que não foi mencionado por nenhum dos presentes no encontro, realizado na casa do presidente da Fiesp.

Na saída do evento, o empresário Flávio Rocha, da Riachuelo, resumiu o jantar como uma reunião para ouvir uma mensagem do governo e não um encontro para apresentação de demandas do empresariado.

“O presidente está confiante com a aprovação da reforma da Previdência na Câmara até o fim do primeiro semestre e com uma agenda de melhoria do ambiente de negócios”, disse Rocha.

Nomes

Compareceram no jantar com Bolsonaro pesos-pesados do empresariado, como Abilio Diniz (Península), Alex Szapiro (Amazon), Antonio Filosa (Fiat), Bernardo Paiva (Ambev), Cláudio Lottenberg (UnitedHealth Group), David Feffer (Suzano), Eduardo Bartolomeo (Vale), Flavio Rocha (Riachuelo), Fernando Cestari Rizzo (Tupy), Gabriel Kanner (Brasil 200), João Guilherme Ometto (São Martinho), Lázaro Brandão (Bradesco), Marcelo Ometto (Unica), Rubens Ometto (Cosan), entre outros.

Deixe seu comentário: