Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Inter Inter intensifica os preparativos para jogo decisivo contra o Olimpia na Libertadores

Compartilhe esta notícia:

Colorado entra em campo no Beira-Rio na noite desta quinta-feira. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

De olho no duelo contra o Olimpia do Paraguai na Copa Libertadores da América, o Inter deu sequência aos preparativos com um penúltimo treino na tarde passada. A partida está marcada para as 21h30min desta quinta-feira (22) no estádio Beira-Rio e quem vencer avançará às quartas-de-final do torneio, contra Flamengo ou Defensa Y Justicia (Argentina).

O primeiro confronto, em Assunción, terminou sem gols. Com isso, o Colorado precisa vencer por qualquer escore para obter a classificação. Um placar de zero a zero levará a decisão para os pênaltis, ao passo que um empate a partir de 1 a 1 dará a classificação aos visitantes, devido aos critérios qualificados.

Em meio ao frio no centro de treinamentos do Parque Gigante, Diego Aguirre orientou as atividades desta quarta-feira com exercícios técnicos e táticos com o grupo de atletas e deve repetir a dose nesta quinta. Ele não adiantou à imprensa a escalação que pretende colocar em campo no apito inicial.

Já se sabe, porém, que o comandante do Inter contará com os reforços de Taison e Mauricio, recuperados de lesão e já atuaram na última partida da equipe, com vitória de 1 a 0 sobre o Juventude em Porto Alegre pelo Campeonato Brasileiro.

Renzo Saravia, Zé Gabriel e Paolo Guerrero, lesionados, continuam de fora. Esta também não será a primeira vez que o recém-contratado zagueiro argentino Gabriel Mercado disputará a sua primeira partida com a camisa colorada, já que ele só pode atuar a partir do mês que vem.

Para superar o trauma

Caso o Inter saia vitorioso do confronto, a classificação poderá ter um significado especial para o técnico Diego Aguirre, 55 anos, em sua segunda experiência como comandante do Colorado: em 17 de maio de 1989, quando o uruguaio atuava como atacante no clube, viu escapar contra o próprio Olimpia a classificação às semifinais da Liberadores.

O primeiro enfrentamento, na capital Paraguaia, havia terminado com vitória de 1 a 0 para o Inter. Mas no duelo de volta a equipe gaúcha (treinada por Abel, em sua primeira passagem pela casamata do Beira-Rio) acabou derrotada por 3 a 2 no tempo regulamentar.

Esse placar levou a definição da vaga para a série de cobrança de penalidades, com novo tropeço colorado e mais una vez o sonho adiado da conquista da América, que só chegaria em 2006, com Abel novamente no comando. Aquela noite de quarta-feira, 32 anos atrás, é até hoje lembrada pelo silêncio dos torcedores ao deixar o estádio em um dos mais tristes episódios de sua história.

O Inter jogou, na ocasião, com Taffarel no gol mais Norberto (Leomir, hoje auxiliar técnico de Abel), Aguirregaray, Norton, Casemiro, Dacroce (Diego Aguirre, então com 24 anos), Bonamigo, Luís Fernando Flores, Heider (falecido em janeiro de 2021, vítima do coronavírus), Nílson e Edu Lima.

 

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

Yuri Alberto e Thiago Galhardo brigam por uma vaga no ataque do Inter
Heitor projeta confronto decisivo diante do Olímpia: “Vamos recuperar o respeito de todo mundo”
Deixe seu comentário
Pode te interessar