Quarta-feira, 15 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

Ciência Nasa quase “perde” asteroide gigante que passou próximo à Terra

Compartilhe esta notícia:

Asteroide de 100 metros de largura passou muito perto da Terra. (Foto: Divulgação/Nasa)

De acordo com e-mails internos divulgados por um relatório do Buzzfeed News, a Nasa, agência espacial americana, quase “perdeu” um asteroide gigante que passou próximo da Terra em julho deste ano. Segundo a agência, o corpo celeste tinha cerca de 100 metros de largura.

Batizado de “2019 OK”, o asteroide passou a cerca de 40.400 milhas da Terra , o que equivale a cerca de 65.000 quilômetros. Por mais que pareça grande, essa distância é pequena, em termos astronômicos.

Os e-mails obtidos pelo portal americano mostram que a Nasa só soube da passagem do asteroide pela Terra horas antes do evento acontecer. Segundo o Mirror, o corpo celeste foi descoberto por um observatório no Brasil, que alertou a Nasa. A agência não sabe explicar como a rocha passou pela sua rede de captura e observação.

Sonda da Nasa

A sonda LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter), da Nasa, sobrevoou o local de pouso do módulo indiano Vikram na última terça-feira (17) para investigar o que teria acontecido com o o lander da missão Chandrayaan-2. Mas, infelizmente, a tentativa de localizar o módulo falhou, e as esperanças de encontrar o equipamento com alguma funcionalidade ativa diminuem a cada dia que passa.

Conforme planejado, o LRO fotografou o local de alunissagem do módulo de pouso, no polo sul da Lua. No entanto, a Lua está na transição para o início da noite lunar, de duas semanas de duração, e isso fez com que sombras compridas fossem projetadas na área. Isso acabou atrapalhando a tarefa, talvez escondendo o Vikram dos sensores da nave norte-americana.

Mark Robinson, pesquisador principal do LRO, lembra que “de acordo com a política da Nasa, todos os dados do LRO estão disponíveis ao público, e a Nasa compartilhará qualquer imagem antes e depois da passagem da área ao redor do local de pouso do lander Vikram para ajudar a análise da ISRO”.

Tentativa de pouso do Vikram

Em 6 de setembro, o módulo de pouso Vikram da missão Chandrayaan-2 tentou realizar a alunissagem próximo ao polo sul da Lua, quando os operadores da missão indiana perderam o contato com a nave. O Vikram estava a apenas 2,1 quilômetros de distância superfície lunar quando ficou em silêncio, e assim permanece desde então.

Embora o orbitador da Chandrayaan-2 já tenha avistado o Vikram de cima, e os operadores da missão continuem tentando restabelecer a comunicação, ainda não é possível determinar o que realmente aconteceu com o equipamento.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Facebook suspende “dezenas de milhares” de aplicativos após análise de privacidade
Asus ROG Phone 2 é o celular Android mais rápido do mundo
Deixe seu comentário
Pode te interessar