Quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul A pandemia de coronavírus já matou 32.972 pessoas no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Relatório desta sexta-feira tem óbitos na faixa de 30 a 96 anos. (Foto: EBC)

O boletim da Secretaria Estadual da Saúde (SES) registrou nesta sexta-feira (23) mais 64.056 testes positivos e 62 novos óbitos à estatística do coronavírus no Rio Grande do Sul. A atualização ampliou para 1.343.586 os casos conhecidos da doença em 16 meses de pandemia, com 32.972 desfechos fatais.

Dentre os gaúchos infectados até agora, 1.298.583 (97%) já se recuperaram da covid, que atinge todos os 497 municípios do Rio Grande do Sul. Outros 11.940 (1%) são considerados casos ativos (em andamento), o que abrange desde os assintomáticos em quarentena domiciliar até casos graves atendidos em hospitais.

É importante fazer a ressalva que, em relação às novas confirmações de contágio, o número está bastante acima da média diária (em cerca de dez vezes) por um motivo técnico. Acontece que nesta sexta-feira o governo gaúcho inseriu em seu painel de dados da pandemia 63 mil testes positivos ainda pendentes de registro até então.

Segundo as autoridades estaduais, esse represamento se deve ao fato de que o processo automatizado do portal de acompanhamento público exigia que todo caso com resultado positivo tivesse um encerramento por parte dos municípios de residência dos pacientes.

Isso porque nem sempre o indivíduo é testado onde mora e a SES tem por protocolo garantir que as prefeituras saibam dos contágios envolvendo seus cidadãos, mesmo quando não fora da cidade. “Contudo, para maior transparência e agilidade, foi abolida a necessidade desse procedimento”, explicou o Palácio Piratini.

Perdas humanas

– Passo Fundo (mulher, 30 anos);
– Caxias do Sul (mulher, 33 anos);
– Frederico Westphalen (mulher, 38 anos);
– Santa Maria (mulher, 42 anos);
– Canguçu (homem, 45 anos);
– Gravataí (mulher, 45 anos);
– Estância Velha (mulher, 49 anos);
– Rio Grande (mulher, 49 anos);
– Gravataí (mulher, 50 anos);
– Canoas (mulher, 51 anos);
– Ijuí (homem, 51 anos);
– Bento Gonçalves (mulher, 52 anos);
– Palmeira das Missões (homem, 52 anos);
– Pelotas (homem, 52 anos);
– Rio Grande (homem, 52 anos);
– Venâncio Aires (homem, 55 anos);
– Capão do Leão (mulher, 56 anos);
– Farroupilha (homem, 56 anos);
– Porto Alegre (homem, 56 anos);
– Horizontina (homem, 57 anos);
– Novo Hamburgo (mulher, 57 anos);
– Canoas (mulher, 59 anos);
– Candelária (mulher, 60 anos);
– Porto Alegre (mulher, 60 anos);
– Vera Cruz (mulher, 61 anos);
– Caxias do Sul (homem, 63 anos);
– Vacaria (mulher, 63 anos);
– Santo Antônio das Missões (homem, 65 anos);
– São Sepé (mulher, 65 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 66 anos);
– Caxias do Sul (homem, 67 anos);
– Viamão (homem, 67 anos);
– Pelotas (homem, 69 anos);
– Porto Alegre (mulher, 69 anos);
– Imbé (homem, 70 anos);
– Porto Alegre (homem, 70 anos);
– Porto Alegre (homem, 70 anos);
– Santa Cruz do Sul (homem, 70 anos);
– Tenente Portela (homem, 71 anos);
– Porto Alegre (homem, 73 anos);
– Rio Grande (homem, 73 anos);
– Redentora (homem, 77 anos);
– Viamão (mulher, 77 anos);
– Cachoeirinha (mulher, 78 anos);
– Passo Fundo (homem, 78 anos);
– Gramado (homem, 79 anos);
– Santo Antônio das Missões (homem, 79 anos);
– Novo Hamburgo (mulher, 82 anos);
– Canguçu (homem, 84 anos);
– Marau (mulher, 84 anos);
– Porto Alegre (mulher, 84 anos);
– São Leopoldo (homem, 84 anos);
– Charqueadas (homem, 86 anos);
– Marau (homem, 86 anos);
– Pelotas Fem 86 anos);
– São Sebastião do Caí (mulher, 86 anos);
– Gravataí (homem, 87 anos);
– Mato Queimado (mulher, 88 anos);
– Alvorada (mulher, 89 anos);
– Bento Gonçalves (mulher, 89 anos);
– Caxias do Sul (homem, 89 anos);
– Porto Alegre (homem, 96 anos).

Internações e vacinação

A taxa média de ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) por adultos estava em 68,6% no início da noite (contra 68,9% na véspera), conforme o painel de monitoramento covid.saude.rs.gov.br. O índice resulta da proporção entre 2.344 pacientes internados para um total de 3.415 leitos da modalidade.

Em relação à aplicação de vacinas contra o coronavírus, mais de 5,92 milhões de habitantes do Estado já receberam a primeira dose, o que representa 77,8% do grupo prioritário (5,25 milhões de gaúchos), 69,3% dos indivíduos vacináveis (8,95 milhões de adultos em geral) e 54,5% da população geral (11,3 milhões) dos 497 municípios.

O esquema completo de imunização, por sua vez, contempla até agora quase 2,51 milhões – seja quem recebeu duas doses para fármacos com esse sistema ou os contemplados pela vacina da Janssen (apenas uma injeção). Isso representa 47,1% do grupo prioritário, 31,1% dos indivíduos vacináveis e 24,5% da população geral do Estado.

No caso específico da Janssen, as aplicações – iniciadas no dia 26 de junho – já contemplaram 284.053 gaúchos. A informação consta na base de dados da Secretaria Estadual da Saúde, atualizada diariamente por meio das redes sociais e de link específico no site estado.rs.gov.br.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Secretaria Estadual da Segurança Pública inicia sindicância para apurar causas do incêndio em sua sede
Secretaria da Agricultura divulga regulamento para exposição de animais na Expointer 2021
Deixe seu comentário
Pode te interessar