Sábado, 30 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Fair

Porto Alegre Campanha de vacinação contra gripe amplia público na terceira fase

Compartilhe esta notícia:

Poderão se vacinar também crianças, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas

Foto: Anselmo Cunha/PMPA
Poderão se vacinar também crianças, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas. (Foto: Anselmo Cunha/PMPA)

A campanha de vacinação contra a gripe entra na terceira fase segunda-feira (11) com a ampliação do público-alvo. A partir da próxima semana, poderão se vacinar também crianças de seis meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias.

Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes, problemas cardíacos e respiratórios, podem aproveitar até esta sexta-feira (08), para procurar uma das 45 farmácias ou cerca de 100 unidades de saúde com tranquilidade, sem enfrentar filas.

O Ministério da Saúde atualizou o cronograma da vacinação. A terceira e última fase, que ocorreria inicialmente entre 9 e 22 de maio, agora será de 11 de maio a 5 de junho, dividida em duas etapas, com cancelamento do Dia D de mobilização nacional. A primeira etapa começa na próxima semana e a segunda, em 18 de maio, com a vacinação dos demais grupos prioritários, adultos de 55 a 59 anos e professores.

A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas evita complicações causadas pelos vírus Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem B/Victoria, que podem levar o paciente a internações hospitalares. A campanha foi prorrogada até 5 de junho.

Conforme dados do Sipni (Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações) desta terça-feira (05), 49,6 mil pessoas com doenças crônicas não transmissíveis foram vacinadas contra a gripe desde 16 de abril, quando teve início a segunda fase da campanha nacional.

Na Capital, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) trabalha para atingir a meta de 173 mil pessoas vacinadas. Os dados mostram ainda que a prefeitura bateu mais uma meta, desta vez com relação à população indígena, com 540 pessoas vacinadas, superando a meta de 513 indígenas.

Em Porto Alegre, o contingente populacional estimado pelo Ministério da Saúde é de 192.446 pessoas com comorbidades, 571 indígenas, 1.965 funcionários do sistema prisional e 4.424 pessoas da população privada de liberdade – adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medida socioeducativa. A meta é vacinar 90% desses totais. Com relação aos demais públicos, o órgão federal não especificou a estimativa populacional.

Neste ano, a Prefeitura de Porto Alegre também superou as metas de vacinação em dois grupos prioritários: idosos, com 228,5 mil imunizados, e trabalhadores da saúde, com 100,3 mil doses aplicadas desde 23 de março.

Na Capital gaúcha, o contingente populacional estimado é de 213 mil idosos e 82,4 mil trabalhadores da saúde (295,4 mil pessoas). A meta do Ministério da Saúde, de vacinar 90% desses totais, foi atingida em 16 de abril. Foram vacinadas 328,9 mil pessoas desses públicos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Trabalho prisional viabiliza construção da Delegacia de Polícia de São Sebastião do Caí
“Com gastos na pandemia, reformas terão de ser discutidas em outro patamar”, diz o presidente da Câmara dos Deputados
Deixe seu comentário
Pode te interessar