Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

Armando Burd Candidato a ganhar medalha de ouro

Compartilhe esta notícia:

Dar tiro no pé é um dos esportes preferidos para quem está no poder. Se a modalidade for incluída na próxima Olimpíada, o Brasil terá larga vantagem. Romero Jucá foi escolhido como líder do governo no Senado e André Moura para a mesma função no Congresso. Jucá é um colecionador de escândalos. Moura é do time de apoiadores de Eduardo Cunha. Com esses perfis, o governo também pratica a arte de atrapalhar a retomada do crescimento econômico, que depende de um valor precioso chamado credibilidade.

LEVANDO PRESSÕES

Deputados governistas voltaram à Assembleia Legislativa com mais dúvidas do que tinham em dezembro. Durante o recesso, percorreram as bases eleitorais e constataram a resistência aos projetos do pacotão ainda não aprovados.

SEM SUPORTE

A partir da Constituição Federal de 1988 foram criados 253 municípios no Rio Grande do Sul. Parte considerável não tem condições de se sustentar com receitas próprias. Os impostos sobre imóveis e serviços são insuficientes.
O Tribunal de Contas do Estado prestaria um serviço à transparência se criasse um painel com avaliação do desempenho administrativo e financeiro de cada prefeitura. Seus auditores têm todos os dados. Quem paga impostos precisa saber.

NA PENÚRIA

Levantamento da Fundação Getúlio Vargas mostra que, dos 5 mil e 561 municípios no País, 4 mil estão com a economia estagnada. Muitos prefeitos herdaram a conta do 13º salário não pago aos funcionários, além de atrasos aos fornecedores de produtos e prestadores de serviços terceirizados.
Emenda Constitucional de 1996 retirou dos Estados a competência de criar municípios, transferindo ao governo federal. Foi o freio que faltava.

BATE FORTE

A bancada estadual do PT navega no tema do momento, lotando auditórios do Interior do Estado para atacar a reforma da Previdência Social. É o que a maioria que ouvir.

RENEGOCIAÇÃO JUSTA

A dívida das Santas Casas no País atinge 21 bilhões e 500 milhões de reais, dos quais 12 bilhões são com o sistema financeiro. A cada ano, esses hospitais pagam 3 bilhões só de juros. A Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, presidida pelo deputado estadual Ronaldo Santini, enviou correspondência ao presidente do Senado, Eunício Oliveira. Pede pressa na votação da proposta de José Serra, que pretende reduzir para 1 bilhão de reais o custo anual dos juros.

MALAS PRONTAS

Do Oiapoque ao Chuí, parlamentares disputam a chance de uma viagem ao exterior com as despesas pagas. Convites de embaixadas não faltam. No momento, estão sem pretendentes apenas os passeios de ônibus por bairros de Bagdá e Damasco. Qualquer outra é bem vinda.

RÁPIDAS

* Nem os resultados das pesquisas adiantam para frear a verborragia de políticos.

* O golpe de Getúlio Vargas que impôs a ditadura vai completar 80 anos em novembro. A Assembleia Legislativa prepara ciclo de palestras e debates.

* O abalo sísmico provocado pelas denúncias vai aumentar a partir de terça-feira.

* O Bloco da Inflação Alta não apareceu nem no baile do Enterro dos Ossos.

* Antigo ditado ensina que há dois caminhos: o fácil e o certo. A gestão pública brasileira quase sempre buscou o fácil. Pagamos hoje o preço.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Armando Burd

Será preciso mudar tudo
Cuidando de Cunha
Deixe seu comentário
Pode te interessar