Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Rain

Geral Combate à dengue terá apoio de 20 mil militares do Exército no Estado

O mosquito é o responsável pela transmissão da dengue, febre chikungunya e zika, ligada aos casos de microcefalia. (Foto: AP)

A presidenta Dilma Rousseff determinou, na segunda-feira, que seja travado um combate nacional ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de várias doenças, inclusive a febre zika, causadora de microcefalia em bebês. No dia 13, o governo vai mobilizar um batalhão de 220 mil homens das Forças Armadas. Eles passarão de casa em casa, em todo o Brasil, distribuindo panfletos e orientando as famílias a participarem da mobilização para a eliminação dos criadouros do inseto.

No Rio Grande do Sul, serão 60 mil agentes orientando a população, de acordo com o governador em exercício José Paulo Cairoli. “Por determinação da presidente Dilma, 220 mil homens do Exército estão em todo o País para conscientizar as pessoas e vistoriar casas. Destes 220 mil, 20 mil estarão percorrendo o Rio Grande do Sul. Porém, por determinação governamental, o Estado terá mais 20 mil agentes da área da saúde e outros 20 mil técnicos de secretarias estaduais e municipais”, declarou. No RS, o número de notificações de dengue nas primeiras semanas de 2016 triplicou em comparação com o mesmo período do ano passado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Obama anuncia novas medidas para driblar sanções a Cuba
Obama proíbe confinamento solitário de menores em prisões federais
Deixe seu comentário
Pode te interessar