Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Fair

Política Contra o coronavírus, Câmara dos Deputados aprova projeto que destina até R$ 2 bilhões para Santas Casas e hospitais filantrópicos

Compartilhe esta notícia:

Os recursos poderão ser usados para comprar medicamentos e produtos hospitalares e para fazer pequenas obras e adaptações

Foto: Arquivo /EBC
Os recursos poderão ser usados para comprar medicamentos e produtos hospitalares e para fazer pequenas obras e adaptações. (Foto: Arquivo /EBC)

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (09) um projeto que prevê auxílio financeiro de até R$ 2 bilhões do governo federal para Santas Casas e hospitais filantrópicos. O objetivo é ajudar a conter o avanço do novo coronavírus no País.

O apoio às entidades de saúde já foi aprovado pelo Senado na semana passada. Agora, o texto segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro. O repasse emergencial da União está previsto, pelo projeto, às Santas Casas e hospitais sem fins lucrativos que participem de forma complementar do SUS (Sistema Único de Saúde).

As entidades poderão usar o dinheiro para se preparar para atender a população e conter a doença, em coordenação com o Ministério da Saúde e gestores estaduais e municipais do SUS. O Ministério da Saúde divulgará os critérios para o rateio do valor, que será creditado em até 15 dias na conta bancária de cada uma das instituições via Fundo Nacional de Saúde.

O recebimento do auxílio financeiro instituído por esta lei independe da eventual existência de débitos ou da situação de adimplência das instituições filantrópicas e sem fins lucrativos em relação a tributos e contribuições na data do crédito pelo Fundo Nacional de Saúde.

Os recursos poderão ser usados para comprar medicamentos e produtos hospitalares e para fazer pequenas obras e adaptações para ampliar a oferta de leitos de terapia intensiva.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Correios oferecem serviço de inscrição no CPF
Prefeitura de Porto Alegre lança pacote de prorrogação de prazos e cobranças a contribuintes
Deixe seu comentário
Pode te interessar