Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
12°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Colunistas Entidades da Polícia Civil levam ao presidente da Assembleia Legislativa pautas de valorização da categoria

Compartilhe esta notícia:

Em audiência com o presidente da Assembleia Legislativa, o presidente da ASDEP, Delegado Guilherme Wondracek, e a diretoria da associação, levaram a pauta da categoria

Foto: Divulgação
Em audiência com o presidente da Assembleia Legislativa, o presidente da ASDEP, Delegado Guilherme Wondracek, e a diretoria da associação, levaram a pauta da categoria. (Foto: Divulgação)

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul. O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

As entidades que representam Delegados de Polícia, Comissários, inspetores e escrivães de Polícia levaram ontem ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adolfo Brito, as pautas de valorização da atividade policial.

Durante audiência no gabinete da presidência do Legislativo, a Associação dos Delegados de Polícia, ASDEP, levou ao deputado Adolfo Brito as demandas da classe de Delegados e Delegadas. Durante o encontro, a entidade destacou a necessidade de valorização salarial justa para servidores da Polícia Civil, demanda que já está com o Palácio Piratini.

“A Polícia Civil do RS era a quarta mais bem paga do País em 2019. Agora é a 16°, atrás do estado do Piauí, que é o 21° no PIB nacional. O RS tem o quinto maior Produto Interno Bruto do Brasil. Ou seja, tem alguma coisa errada e buscamos salientar e destacar essa questão ao presidente da AL. A situação está bem complicada, servidores extremamente insatisfeitos”, destacou o presidente da ASDEP, Delegado Guilherme Wondracek.

Recentemente, a ASDEP e seus representados decidiram suspender a medida de silêncio adotada em protesto à falta de diálogo e negociação com o Governo. No último mês, a ASDEP passou a intensificar contatos com deputados e demais entidades como forma de sensibilizar quanto ao problema que está prestes a se agudizar na segurança pública.

Governo sinalizou apresentação de proposta

“O governo já sinalizou com alguma reposição, mas não referiu índice e também não falou exatamente quanto virá, pois depende agora de receita e também da renegociação da dívida do Estado com a União Federal. O Parlamento está atento à questão”, salientou o presidente da AL, deputado Adolfo Brito. Um dado que chama atenção é que, apesar de ter havido concurso em 2020, 2021, 2022 e 2023, promovendo o ingresso de novos policiais, nos últimos quatro anos a exoneração de policiais civis aumentou 300%, fruto da falta de valorização.

No início de março, o Governo do Estado anunciou que pretende apresentar proposta de reajuste salarial para os policiais civis entre o fim de março e início de abril. A informação foi dada pelo Chefe da Casa Civil, Artur Lemos, durante reunião com a Diretoria da ASDEP, no dia 5 de Março, no gabinete provisório da Casa Civil, no Memorial do Ministério Público.

Sindicato dos Servidores da Polícia Civil também entregou demandas ao presidente da Assembleia

Em pauta durante encontro entre Adolfo Brito e integrantes dos sindicatos que representam agentes da Polícia Civil., SINPOL e UGEIRM, a remuneração com índices de reajuste adequados e situação dos convênios do IPE Saúde, que atende os servidores, junto aos hospitais.

Brito sinalizou que pretende encaminhar reunião dos representantes com o líder do Governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes (PP), para tratativas acerca das demandas dos policiais civis.

A audiência contou com as presenças de Mário Flanir Martins, presidente do SINPOL, Maria de Lourdes Lahud, diretora jurídica do SINPOL, Luiz Cezar Mello, presidente do ACP/RS, e Isaac Ortiz e Fábio Castro, ambos do UGEIRM.

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul.
O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Governo ignora covid, que matou 283 em 1 semana
Interferência política e a desvalorização da Petrobras
https://www.osul.com.br/entidades-da-policia-civil-levam-ao-presidente-da-assembleia-legislativa-pautas-de-valorizacao-da-categoria/ Entidades da Polícia Civil levam ao presidente da Assembleia Legislativa pautas de valorização da categoria 2024-04-02
Deixe seu comentário
Pode te interessar