Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Saúde Excesso de informações pode afetar a saúde mental

Compartilhe esta notícia:

Querer saber o que ocorre no mundo o tempo inteiro pode levar a um desgaste mental. (Foto: Reprodução)

Em algum momento durante a pandemia você já se sentiu desanimado, irritado, triste e sem pique para enfrentar o cotidiano? Pois bem, essa sensação em estar preso sem a liberdade de ir e vir pode afetar diretamente o corpo e a mente.

O psicólogo Alexander Bez destaca a importância de compreender o motivo destas incertezas, ou seja, entender a necessidade do distanciamento social pelo lado de proteger à todos com o objetivo de evitar frustração ou até mesmo sentimentos em perder algo neste período.

“Seguindo todos os cuidados relacionados à pandemia, quando mantemos uma rotina diária, garantindo nosso sono, atividades físicas e um momento para nós mesmos, isso também colabora para manter uma base emocional nas nossas vida”, explica Alexander, formado em Relacionamentos pela Universidade de Miami (UM).

É evidente que vivemos na era infodêmica, ou melhor definida, a “infodemia”, termo utilizado para se referir ao aumento no volume das notícias associadas a um assunto específico, como por exemplo a pandemia atual. O fato de querer saber o que ocorre no mundo o tempo inteiro pode levar a um desgaste mental.

Segundo o neurologista Wanderley Cerqueira De Lima é recomendável selecionar a realidade, evitar o excesso de informações e manter uma rotina. “Desacelerar, não ficar o tempo inteiro no celular ou em frente à televisão, uma vez que o cérebro se desgasta e prejudica o rendimento em outras atividades como nos estudos e trabalho”.

Positividade tóxica

“É normal ouvirmos notícias que não gostaríamos, mas também não é recomendado fingir que nada está acontecendo e viver a ‘positividade tóxica’. O ideal é manter o equilíbrio para uma vida regrada, com momentos de pausa”, explica o neurologista.

Manter a motivação e esperança são ingredientes que parecem simples, mas todo cuidado é pouco quando falamos em mente. É necessário saber a hora de pausar, focar em atividades que contribuem com o aumento de energia para enfrentar o dia, como meditação, atividade física e boa alimentação.

Vale ressaltar também que, mesmo no mundo virtual, é possível encontrar o bem-estar. Seja numa conversa com amigos, familiares ou ao colocar aquela playlist favorita para relaxar e de certa maneira ficar um pouco distante do caos.

Não é comum sentir felicidade o tempo inteiro, mas não é saudável não se sentir bem em nenhum período do dia. Procurar apoio psicológico é um dos pontapés iniciais para entender o que está acontecendo e tratar da melhor maneira possível.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Com a campanha de vacinação mais avançada das Américas, o Chile vê queda drástica de casos e começa reabertura
Pandemia gera ansiedade pós-lockdown por medo de reabertura
Deixe seu comentário
Pode te interessar