Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
14°
Light Rain

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Variedades Filme com polêmica cena de sexo entre Daniel Filho e Dennis Carvalho é restaurado

Compartilhe esta notícia:

"Espelho de Carne" foi duramente criticado pelas cenas de sexo. (Foto: Reprodução)

Lançando em 1984 e cultuado pela geração VHS, o filme “Espelho de carne” pode se tornar um cult também para as novas gerações. O longa dirigido por Antonio Carlos da Fontoura foi restaurado, ou remasterizado, como prefere o diretor, 40 anos depois de sua estreia nos cinemas.

O filme ganhou uma sessão na noite da última quarta-feira no Rio de Janeiro com a presença do diretor e de parte da equipe. No mesmo dia foi inaugurada uma exposição em homenagem a Fontoura, que será tema de uma mostra em breve no mesmo cinema. Com cópias novas, “Espelho de carne” será exibido também no exterior.

“Existe o interesse do exibição do filme em vários países”, disse Antonio Carlos da Fontoura antes da sessão. “Tire as crianças da sala”, finalizou ele.

Baseado na peça homônima de Vicente Pereira, “Espelho de carne” tem mesmo um forte apelo erótico. A ação se passa praticamente num apartamento de luxo (e kitsch) numa Barra da Tijuca ainda pouco ocupada. A rotina de seus moradores muda quando Alvaro (Dennis Carvalho) arremata num leilão um espelho que pertencia a dona de um bordel.

É o próprio Dennis quem protagoniza ao lado de Daniel Filho a sequência mais polêmica do filme. Os dois fazem sexo depois de uma partida de baralho. Na cena, que deu o que falar na época, a imagem dos diretores nus é refletida no tal espelho enquanto eles transam. Maria Zilda, Hileana Menezes, Joana Fomm e Roberto Bataglin completam o elenco.

Sinopse

Um casal arremata num leilão um antigo espelho que decorava o quarto principal do último bordel de luxo da República Velha, no Rio de Janeiro. A esposa, Helena, decide colocar o espelho em seu próprio quarto. O que ela não esperava é que o objeto iria provocar diferentes sensações e desejos em todos que chegassem perto dele. Helena acaba se envolvendo com amigos e vizinhos que querem conhecer o famoso espelho.

Filmografia

Diretor, produtor e roteirista, Antonio Carlos da Fontoura estreou na direção de longas-metragens com Copacabana me engana (1968), vencedor do prêmio de melhor roteiro no Festival de Brasília, escrito em parceria com Leopoldo Serran e Armando Costa. “A Rainha Diaba” (1973), obra ficcional sobre um criminoso homossexual, recebeu vários prêmios no Festival de Brasília: roteiro, fotografia, melhor atriz para Odete Lara (1929-2015) e melhor ator para Milton Gonçalves (1934). Em Cordão de Ouro (1977), aproxima-se das manifestações populares ao centrar a narrativa na capoeira, umbanda e no candomblé. Após hiato de oitos anos, roda Espelho de Carne (1984), seguido de “Uma Aventura do Zico” (1998), “O Gatão de Meia-Idade” (2005), “No Meio da Rua” (2006) e “Somos Tão Jovens” (2013).

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

“A primeira coisa que faço ao acordar é fumar um baseado”, diz Luana Piovani
“Gosto da paz, mas funciono mais na guerra”, diz Romário
https://www.osul.com.br/filme-com-polemica-cena-de-sexo-entre-daniel-filho-e-dennis-carvalho-e-restaurado/ Filme com polêmica cena de sexo entre Daniel Filho e Dennis Carvalho é restaurado 2024-05-24
Deixe seu comentário
Pode te interessar