Sábado, 04 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Patches of Fog

Capa – Caderno 1 Incêndio no Ninho: Ministério Público diz que não há provas contra indiciados



Compartilhe esta notícia:

Alojamento do CT do Flamengo que pegou fogo em fevereiro deste ano. (Foto: Reprodução/TV)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro devolveu à Polícia Civil o inquérito sobre o incêndio que ocorreu em fevereiro deste ano, no Centro de Treinamento do Flamengo, Ninho do Urubu. De acordo com o MP, não há provas suficientes no relatório final da polícia contra as dez pessoas que foram indiciadas pela Justiça.

No incêndio, dez atletas da base do Flamengo morreram e outros três ficaram feridos. O inquérito remetido ao MP no mês passado, apontava oito culpados pelo incêndio, incluindo o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Agora, o Ministério Público deseja recolher mais depoimentos, confirmar informações de que os dirigentes do Flamengo não cumpriram um auto de interdição do Centro de Treinamento, além de esclarecer se o mobiliário do alojamento incendiado influenciou na propagação das chamas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Estimativa de superávit aumenta na balança comercial brasileira
Grupo de defesa dos direitos da mulher vai ao interior do Ceará analisar denúncias de violência sexual
Deixe seu comentário
Pode te interessar