Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Economia Inflação do aluguel salta para 2,23%, ante 1,56% em junho

Compartilhe esta notícia:

O IGP-M foi divulgado pela Fundação Getulio Vargas

Foto: Divulgação
Índice é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis, e tem sido pressionado pelos preços no atacado. (Foto: Divulgação)

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), conhecido como a inflação do aluguel, ganhou tração em julho e subiu 2,23%, após alta de 1,56% em junho. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

É a maior variação mensal para o indicador desde fevereiro de 2003, quando havia subido 2,28%. Com o resultado, o IGP-M passou a acumular inflação de 6,71% em 2020 e de 9,27% nos 12 meses encerrados em julho.

Nos componentes do indicador, o IPA-M (Índice de Preços ao Produtor Amplo) acelerou a 3%, depois de avançar 2,25% no mês anterior. O indicador, que responde por 60% do IGP-M, passou a acumular taxa de 9,34% em 2020 e de 12,6% em 12 meses.

O IPC-M (Índice de Preços ao Consumidor) também ganhou força e subiu 0,49%, após alta de 0,04% em junho. O indicador passou a acumular inflação de 0,9% no ano e de 2,09% em 12 meses.

O INCC-M (Índice Nacional de Custos da Construção) subiu 0,84% nesta leitura, após taxa de 0,32% na anterior, e acumulou alta de 2,55% no ano e de 3,95% em 12 meses. A informação havia sido divulgada pela FGV nesta quarta-feira (29).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Em live nas redes sociais, ministro da Ciência e Tecnologia anuncia estar com o coronavírus
Fiscalizações em ônibus, garagens e terminais de Porto Alegre chegam a mais de 23 mil desde o início da pandemia
Deixe seu comentário
Pode te interessar