Domingo, 12 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Agro O programa de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR-RS será lançado na segunda-feira

Compartilhe esta notícia:

Mais de 3 mil produtores já estão inscritos no programa que visa melhorar a eficiência e a gestão de propriedades rurais

Foto: Ricardo Tatsch/Irga
Mais de 3 mil produtores já estão inscritos no programa que visa melhorar a eficiência e a gestão de propriedades rurais. (Foto: Ricardo Tatsch/Irga)

Nesta segunda-feira, 10 de fevereiro, será realizado o lançamento do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no Rio Grande do Sul. Uma visita à Granja Cariola, propriedade de Hugo Bartz e Filhos, inaugura a série de visitas técnicas de diagnóstico que marcará a primeira fase do programa. Serão atendidos, inicialmente, mais de três mil produtores vinculados a 107 sindicatos rurais em todo o estado, contemplando quatro cadeias produtivas. Segundo o superintendente do Senar-RS, Eduardo Condorelli, o programa tem o potencial para alcançar até dez mil produtores rurais gaúchos em 2020.

Para o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, “o programa ATeG traz um novo conceito para os serviços do nosso Senar, a assistência técnica, que vai atuar direcionada para a geração de renda para os produtores rurais”.

A programação começará às 9h, no Sindicato Rural de Camaquã, com um café da manhã em que estarão presentes a diretoria do Sistema Farsul, o Conselho de Administração do Senar-RS, representantes do Senar Administração Central, membros do Sindicato Rural de Camaquã e os produtores rurais que fazem parte do grupo de bovinocultura de corte. Às 10h30, será realizada a visita técnica de diagnóstico da propriedade, a ser conduzida pelo técnico de campo, Manuel Munhoz, e pelo supervisor técnico de campo, Iuri Marmitt. Após almoço no sindicato rural, haverá a reunião do Conselho Administrativo do Senar-RS.

Simultaneamente, a ATeG começará suas ações em Manoel Viana (Agricultura – grãos), Bento Gonçalves (Bovinocultura de Leite) e Pedras Altas (Ovinocultura). A ATeG segue metodologia desenvolvida pelo Senar Administração Central, mas customizada levando em conta as características do Rio Grande do Sul. As iniciativas estão divididas entre diagnóstico da propriedade, planejamento estratégico, adequação tecnológica e formação complementar para melhorias processuais e análise sistêmica de resultados. Serão realizados acompanhamentos mensais durante o período de dois anos, tendo como diferencial envolver fortemente a gestão do negócio, além de trabalhar questões produtivas.

A iniciativa chega ao Rio Grande do Sul visando estimular a visão sistêmica da propriedade rural. Em todo o Brasil, já foram definidos 23 segmentos produtivos para receber o programa ATeG. A definição das quatro cadeias produtivas inicialmente atendidos pelo programa ocorreu a partir de estudos prévios realizados pelo Senar-RS. No transcorrer do ano, novos segmentos produtivos serão contemplados com a Assistência Técnica e Gerencial no Estado.

Como funciona o ATeG?

O Senar-RS prestará assistência técnica através da contratação de empresas que foram credenciadas previamente através de edital. Os técnicos das empresas contratadas são profissionais das áreas de agronomia, medicina veterinária ou zootecnia e tem experiência com assistência técnica. Os técnicos e supervisores habilitados estão sendo capacitados na metodologia de Assistência técnica e Gerencial (ATeG) antes do início do atendimento as propriedades selecionadas pelo programa. O Senar formou um grande banco de empresas prestadoras de serviços que serão chamadas conforme a necessidade de atendimento.

A assistência técnica e gerencial não terá custo aos produtores e cada grupo receberá o atendimento ao longo de dois anos. Os técnicos farão visitas mensais, nas quais ficarão um turno em cada propriedade rural participante.

Para participar do programa ATeG os produtores devem atuar em uma das quatro cadeias atendidas (bovinocultura de leite e de corte, ovinocultura ou agricultura de grãos), procurar o sindicato rural que faz a pré-seleção dos participantes interessados e posteriormente encaminha as informações dos produtores para o Senar-RS. Os atendimentos serão feitos conforme os novos grupos forem sendo formados.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Altos Montes propõe programação alternativa para o veraneio gaúcho
Estado lança programa de incentivo ao milho na abertura da colheita
Deixe seu comentário
Pode te interessar