Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Colunistas Jair Bolsonaro vai confirmar Eduardo Pazuello como titular no Ministério da Saúde

Compartilhe esta notícia:

Presidente Jair Bolsonaro em live com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro deverá confirmar Eduardo Pazuello como ministro titular na pasta da Saúde. Nos últimos dias, cerca de 20 secretários estaduais já elogiaram as ações de Pazuello no Ministério, e segundo Bolsonaro, “a parte de gestão está excepcional, eu nunca vi essa gestão na história. Sabemos que ele não é médico, mas ele está com uma equipe fantástica no Ministério”. O presidente já afirmou que, com base em ações anteriores, quando comandou a Operação Acolhida entre 2018 e 2020, para acolher em Roraima venezuelanos fugindo da ditadura e fome de Maduro, e na criação do Comando Logístico do Exército, nas Olimpíadas do Rio, “Pazuello é um predestinado, nos momentos difíceis sempre está no lugar certo para melhor servir a sua Pátria. O nosso Exército se orgulha desse nobre soldado”.

Conheça o Top-5 na gestão do Covid-19

Um ranking divulgado ontem pelo Palácio do Planalto mostra o desempenho dos governos na gestão do combate ao coronavírus. No “Top 5” de infectados, o troféu está com o governador João Doria (PSDB-SP) em primeiro lugar e o gaúcho Eduardo Leite (PSDB) em segundo. No ranking dos óbitos, Eduardo Leite (RS) fica em terceiro lugar, atrás de João Doria (SP) e Romeu Zema (MG).

Rodrigo Maia defende anistia para crimes ocorridos antes de 2014

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia entende que crimes de corrupção ocorridos antes de 2014, como no caso do ex-deputado e seu compadre Alexandre Baldy, não deveriam ser punidos.

Maia criticou a prisão de Baldy, considerando arbitrário “prender uma pessoa por um fato ocorrido há seis, sete anos atrás”.

Embora preso na quinta-feira, e tendo a prisão mantida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª. Região, tendo em vista o peso das provas de desvios de dinheiro da saúde, às 2h45min da madrugada de sábado, o ministro Gilmar Mendes, do STF, mandou soltar Baldy.

Em Porto Alegre, MDB larga na frente

O MDB vinha dialogando com o PTB, PP e DEM, todos com pré-candidatos, sobre uma coligação para a disputa da prefeitura de Porto Alegre, mas decidiu não esperar mais. Ontem, o deputado e ex-vice-prefeito Sebastião Melo passou a apresentar-se como candidato nas redes sociais. A estratégia visa abrir espaço apenas para vice em um eventual acordo. Já existem 16 pré-candidatos para a disputa da prefeitura da capita gaúcha.

Municípios gaúchos ganham mais autonomia para medidas de combate ao Covid-19

A multiplicação de casos de desobediência às regras do governo do Estado para o distanciamento social fez com que fosse definido um compartilhamento destas ações. Agora, as regiões poderão definir suas próprias regras de distanciamento controlado a serem adotadas.

Os prefeitos, segundo a nova regra, poderão definir as medidas de distanciamento em cada bandeira, mas precisarão reunir-se em cada região e votar as ações. É preciso maioria de dois terços dos votos para que as regras possam ser adotadas. Serão mantidos os quatro níveis de risco criados pelo Estado: as bandeiras amarela, laranja, vermelha e preta.

Nas redes, Carlos Bolsonaro é o vereador mais influente do Brasil

Levantamento da consultoria Bites confirmou os dez vereadores mais influentes no Brasil, considerando seus seguidores nas redes Facebook, Twitter, Instagram e YouTube. O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, tem mais que o dobro do alcance do segundo colocado. Carlos conta com 5.178.145 seguidores.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Crime bárbaro
Esta é a pior composição da história do STF?
Deixe seu comentário
Pode te interessar