Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Mostly Cloudy

Rio Grande do Sul Mapa preliminar da 21ª rodada do Distanciamento Controlado tem, pela primeira vez, todas as regiões em laranja

Compartilhe esta notícia:

Saúde está em alerta em Santa Maria e Bagé, que apresenta novos registros de hospitalizações.

Foto: SES/Divulgação
Saúde está em alerta em Santa Maria e Bagé, que apresenta novos registros de hospitalizações. (Foto: SES/Divulgação)

O mais recente mapa provisório do Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira (25), indica uma situação pela qual muitos gaúchos esperavam: a melhora de indicadores da pandemia de coronavírus no Rio Grande do Sul. Todas as 21 regiões Covid estão classificadas, nesta 21ª rodada, em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). O mapa foi divulgado pelo governador Eduardo Leite em transmissão ao vivo nas redes sociais.

“Depois de um final do mês de junho e o mês de julho de grande e expressivo crescimento, em intensidade e velocidade na ocupação de leitos por pacientes confirmados com Covid-19, observamos, a partir do final de julho, uma suavização da curva. Ao longo de agosto, vimos uma estabilização e, agora, nessas últimas semanas de setembro, finalmente, o número de pacientes confirmados por Covid-19 em leitos de UTI começa a reduzir, ainda que seja uma redução lenta”, destacou Leite.

O governador adverte, porém, que a melhora dos indicadores não autoriza relaxar com os cuidados necessários em relação ao coronavírus. “É uma notícia muito importante, mas devemos lembrar que a Covid-19 não passou e ainda é uma preocupação para todos nós. Se temos uma situação menos arriscada nesse momento, de menor risco, é porque a população compreendeu a importância de atender aos protocolos, aos cuidados, e também porque ampliamos leitos hospitalares, chegamos a mais de 100% de aumento de leitos de UTI. Reconvocamos a população para seguir com os cuidados e, assim, evitarmos um retorno às bandeiras vermelhas e a mais restrições”, enfatizou.

Novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que resultaram em diagnóstico confirmado de Covid-19, caíram 25% nas últimas semanas – de 1.016 para 793. Além disso, entre as duas últimas quintas-feiras, o número de óbitos causados pela doença reduziu 19%, de 338 para 273.

Os internados em UTI por SRAG caiu 9% (de 884 para 806) e o número de internados em leitos de UTI com Covid-19 reduziu 5% (de 693 para 658). Esses declínios, constatados entre as duas últimas quintas-feiras, resultaram na elevação do número de leitos de UTI adulto livres, que cresceu 11% entre as últimas quintas-feiras, de 614 para 684.

Até o momento, o cenário de um mapa totalmente alaranjado ainda não havia se apresentado no Estado. A última vez que o RS registrou bandeira amarela (risco epidemiológico baixo) foi na oitava rodada (duas regiões), entre os dias 30 de junho e 6 de julho. Desde então, o mapa oscilava entre bandeiras vermelhas e laranja.

Em todo o Estado, se observou melhora em todos os indicadores, em especial nas novas hospitalizações (-25%) e em óbitos (-19%). Com isso, ficaram mais leitos livres.

Mesmo com o aumento dos pacientes internados por outros motivos, a queda do número de internados por Covid-19 e a abertura de novos leitos se traduziu em elevação na razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19.

Na 20ª rodada do Distanciamento Controlado, quatro regiões (Novo Hamburgo, Cruz Alta, Santo Ângelo e Porto Alegre) estavam classificadas em vermelho. A melhora nos indicadores de capacidade de atendimento das macrorregiões e do Estado fez com que a média ponderada das quatro regiões caísse, sendo possível classificá-las em laranja.

Alertas

A equipe que monitora o modelo atenta para o elevado crescimento de novos registros de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias nas regiões de Santa Maria e Bagé. Em Santa Maria, o aumento foi de 61,8% (de 34 para 55 casos), e em Bagé, de 50% (de oito para 12 casos).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

A pandemia de coronavírus causou uma queda de 44% nos transplantes em hospitais gaúchos
Pela sexta quinzena consecutiva, o Rio Grande do Sul registrou crescimento nas vendas da indústria
Deixe seu comentário
Pode te interessar