Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Tecnologia Microsoft denuncia que hackers de governos estão usando IA para espionagem

Compartilhe esta notícia:

Hackers da Rússia e China usam ChatGPT e outras ferramentas da OpenIA. (Foto: Reprodução)

A Microsoft alertou que hackers da Rússia, China e Irã tem usado o ChatGPT e outras ferramentas da OpenIA para aprimorar suas habilidades de espionagem e invasão. O relatório foi publicado nesta quarta-feira.

Segundo a empresa de Redmond, os hackers têm usado grandes modelos de linguagem para gerar respostas que parecem humanas. Comentando o assunto, Tom Burt, vice-presidente de segurança da Microsoft, disse à Reuters que a empresa deve combater esses grupos.

“Independentemente de haver alguma violação da lei ou qualquer violação dos termos de serviço, simplesmente não queremos que os atores que identificamos – que rastreamos e sabemos que são atores de ameaças de vários tipos – não queremos que eles tenham acesso a essa tecnologia”.

Os grupos de hackers apontados no relatório têm ligações com a inteligência militar russa, com a Guarda Revolucionária do Irã e com os governos da China e da Coreia do Norte. Esses grupos estão empenhados em aprimorar suas campanhas de hacking ao utilizar grandes modelos de linguagem, um tipo de programa de computador comumente conhecido como inteligência artificial, que gera respostas similares às humanas a partir de uma grande quantidade de texto.

Acesso restringido

A Microsoft anunciou sua descoberta ao impor restrições de acesso às suas tecnologias AI para grupos hacker que são apoiados pelo estado. Independente de haver violação legal ou dos termos de serviço, a empresa afirmou não querer que essas entidades, conhecidas por suas atividades ameaçadoras, tenham acesso a sua tecnologia, segundo declarou Tom Burt, vice-presidente de segurança do cliente da Microsoft.

Reação

Autoridades diplomáticas russas, norte-coreanas e iranianas não se pronunciaram a respeito. Entretanto, Liu Pengyu, porta-voz da embaixada chinesa nos Estados Unidos, posicionou-se contra “difamações e acusações infundadas contra a China”, defendendo o uso “seguro, confiável e controlável” da tecnologia de IA para beneficiar a humanidade.

Estas alegações, de que hackers apoiados pelo estado estão utilizando ferramentas de IA para aprimorar suas capacidades de espionagem, provavelmente elevam as preocupações sobre o potencial de abuso desta tecnologia. Bob Rotsted, líder em inteligência de ameaças à segurança cibernética da OpenAI, destacou que este é um dos primeiros casos onde uma empresa de IA discute publicamente como os agentes de ameaça à segurança cibernética utilizam as tecnologias de IA.

A OpenAI e a Microsoft descreveram o uso que os hackers fizeram de suas ferramentas de IA como “estágio inicial” e “incremental”. Tom Burt afirmou que, até o momento, não houve avanços significativos no uso dessas tecnologias por espiões cibernéticos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

SpaceX e Nasa lançam sonda que pode fazer primeiro pouso dos Estados Unidos na Lua em 50 anos
A erva com capacidade de melhorar a memória e aumentar a função cognitiva em pessoas saudáveis
https://www.osul.com.br/microsoft-denuncia-que-hackers-de-governos-estao-usando-ia-para-espionagem/ Microsoft denuncia que hackers de governos estão usando IA para espionagem 2024-02-15
Deixe seu comentário
Pode te interessar