Terça-feira, 16 de julho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
14°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Música Morre o cantor Ronald Antonucci, voz da dupla Os Vips na Jovem Guarda

Compartilhe esta notícia:

Com o irmão Márcio Antonucci, falecido há dez anos, o artista (foto) lançou músicas de Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Foto: Divulgação

Na certidão de nascimento, expedida com a data de 17 de agosto de 1941, constava o nome de Reynaldo Luiz Antonucci. Mas foi como Ronald Antonucci, integrante da dupla Os Vips, que o cantor paulistano fica na história do pop brasileiro produzido na década de 1960.

Em cena desde 1964, ano em que Ronald formou a dupla com o irmão caçula Márcio Augusto Antonucci (23 de agosto de 1945 – 20 de janeiro de 2014), o artista morreu na madrugada deste sábado (22), aos 82 anos.

Comunicada pela família em nota de pesar, a morte também foi confirmada pelo sobrinho, o fotógrafo Bruno Antonucci, em rede social. “Saber que meu tio Ronald Antonucci nos deixou é triste, mas quero pensar que ele e meu pai estão juntos cantando em outros palcos, lá do outro lado”, escreveu Bruno, filho de Márcio Antonucci, cantor morto há dez anos, sem revelar a causa da morte de Ronald.

Como integrante d’Os Vips, dupla batizada com o nome de filme norte-americano de 1963, Ronald Antonucci viveu o auge artístico nos anos 1960 dentro do universo da Jovem Guarda.

A primeira gravação da dupla foi feita há 60 anos, em 1964, quando Márcio e Ronald registraram a música Tonight para o disco coletivo No reino da juventude.

Os Vips lançaram os primeiros singles em 1965 pela gravadora Continental, na qual permaneceram até 1967, indo na sequência para a gravadora CBS. Em um destes seminais singles de 1965, a dupla lançou música então inédita de Roberto Carlos e Erasmo Carlos (1941 – 2022), Emoção, também incluída no primeiro álbum da dupla, Os Vips (1965).

Em fevereiro de 1966, o lançamento de single com outra música inédita de Roberto e Erasmo, A volta, consolidou a carreira da dupla. A volta se tornaria uma dos maiores sucessos d’Os Vips ao lado de Faça alguma coisa pelo nosso amor (1967) – outra canção de Roberto e Erasmo – e de Largo tudo e venho te buscar (1968), esta uma canção composta somente por Roberto Carlos.

Embora conhecida na voz de Roberto por conta da gravação feita pelo cantor para álbum editado em 1974, a canção É preciso saber viver (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) foi outro presente do Rei da juventude para Os Vips, tendo sido apresentada – em single editado pela gravadora CBS em dezembro de 1968 – nas vozes de Márcio e Ronald Antonucci.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Anitta fala sobre fama: “Não quero mais ser a maior, quero ser feliz”
Justin Timberlake fala de “semana difícil” após ser preso por dirigir embriagado
https://www.osul.com.br/morre-o-cantor-ronald-antonucci-voz-da-dupla-os-vips-na-jovem-guarda/ Morre o cantor Ronald Antonucci, voz da dupla Os Vips na Jovem Guarda 2024-06-23
Deixe seu comentário
Pode te interessar