Sábado, 19 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Cloudy

Brasil O filho “04” de Bolsonaro está com coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Em abril, Jair Renan fez piada com a pandemia e disse que preferia “morrer transando que tossindo”. (Foto: Reprodução/Twitter)

Jair Renan, a quem Bolsonaro sempre chama de filho ’04’, está com Covid-19. Segundo pessoas próximas a Jair Renan, ele está com sintomas leves, como perda de olfato.

Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, já foram infectados, assim como Heloisa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro, que está grávida.

Jair Renan é filho de Ana Cristina Valle, assessora parlamentar e ex-mulher do presidente. Procurado, o Palácio do Planalto não se manifestou.

Em abril, Jair Renan fez piada com a pandemia e disse que preferia “morrer transando que tossindo”. As declarações foram feitas no dia 20 de abril no Twitch, um site de streaming focado na transmissão de videogames.

Avó de Michelle

Após o falecimento de Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 80 anos, por Covid-19, Eduardo D’Castro, primo de Michelle Bolsonaro, acusou a primeira-dama de não ter dado assistência a avó. Em stories no seu perfil no Instagram, o youtuber compartilhou uma foto da avó e de Michelle.

“Obrigado por você não ter feito absolutamente nada por nossa avó. Tanto poder, tanta influência e por vergonha, sim vergonha, não ajudou seu próprio sangue”, escreveu no post. “Você ajuda tantas pessoas, participa de tantos projetos para ajudar os outro e sua própria família você vira as costas. Triste ver quem você se tornou, não reconhecemos mais você”, afirmou Eduardo.

No post seguinte, o youtuber compartilhou uma imagem que, segundo ele, foi a resposta de Michelle à publicação. “Deixa de ser cretino”, teria dito a primeira-dama. No print da suposta conversa, a esposa do presidente Jair Bolsonaro ainda teria afirmado que processaria o primo pela postagem.

Em seguida, Eduardo compartilhou uma série de stories em que afirma não ter medo da prima. “Ela pode me xingar, ela pode gritar, espernear, falar o que ela quiser, mentir sobre meu nome, eu não me importo. Não tenho medo e não vou descer ao nível dela, porque se ela não tem educação”, disse.

“Se ela quer me processar, ela processa. A gente da família sempre defendeu muito ela, a gente sempre teve um carinho muito grande por ela, mas o poder sobe à cabeça das pessoas. Ela se tornou uma pessoa que ninguém reconhece mais, ninguém da família gosta. As pessoas que gostam, gostam para bajular ela, por ela ser quem ela é. A gente não vai mais fazer isso, a gente cansou”, desabafou.

Em nota, a primeira-dama lamentou a morte da avó e rebateu os comentários do primo sem citá-lo diretamente. “Ela sente e afirma que é um momento de tristeza e dor para toda a família. A senhora Michelle Bolsonaro lamenta que alguns parentes tratem certos momentos tão pessoais com oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos”, diz a nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência, a primeira-dama, que testou positivo para Covid-19 no final do mês passado, permanece recolhida em casa em tratamento e “espera que o momento de luto seja respeitado, acima de quaisquer questões pessoais e familiares”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Bolsonaro tem a melhor aprovação desde o início do mandato, aponta o Datafolha
Pontos turísticos do Rio de Janeiro reabrem com restrições
Deixe seu comentário
Pode te interessar