Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Polícia Federal realiza operação para combater desvios de recursos públicos da área da saúde no RS

Compartilhe esta notícia:

Mandados foram cumpridos em Porto Alegre, Taquara, Pelotas e Santa Vitória do Palmar

Foto: Polícia Federal/Divulgação
Mandados foram cumpridos em Porto Alegre, Taquara, Pelotas e Santa Vitória do Palmar. (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A  PF (Polícia Federal) e a CGU (Controladoria-Geral da União) deflagraram, nesta terça-feira (31), a Operação Tomentella para combater desvios de recursos públicos da área da saúde no Rio Grande do Sul.

Os agentes cumpriram dez mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Taquara, Pelotas e Santa Vitória do Palmar. Iniciada no final de 2018, a investigação apura a contratação, pela prefeitura de Taquara, de uma associação civil que administrou o Hospital Bom Jesus durante os anos de 2016 a 2017.  Os recursos públicos federais repassados no período à associação civil foram de aproximadamente 16 milhões de reais, além de verbas estaduais e municipais.

A investigação aponta que o grupo teria utilizado parte desses valores para pagar despesas não autorizadas em proveito próprio e em favor de outras empresas a título de taxa de administração e consultoria. A mesma associação foi investigada na Operação Camilo, deflagrada em 2020 pela Polícia Federal.

Os crimes investigados na Operação Tomentella são apropriação ou desvio de bens ou rendas públicas, dispensa ou inexigência irregulares de licitação, organização criminosa, peculato, corrupção passiva e corrupção ativa.

tags: Saúde

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ampliado o prazo para propostas de adoção da pista de skate do Trecho 3 da Orla do Guaíba, em Porto Alegre
Desemprego recua para 14,1% no segundo trimestre, mas ainda atinge 14 milhões de brasileiros
Deixe seu comentário
Pode te interessar