Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Presidente da Colômbia recebe a primeira dose da vacina contra o coronavírus com a pandemia disparada no país

Compartilhe esta notícia:

Com 50 milhões de habitantes, nação latina vive terceira onda de infecções da pandemia, que já deixou mais de 3,7 milhões de infectados e 95.192 mortos

Foto: Reprodução
Com 50 milhões de habitantes, nação latina vive terceira onda de infecções da pandemia, que já deixou mais de 3,7 milhões de infectados e 95.192 mortos. (Foto: Reprodução)

O presidente da Colômbia, Iván Duque, recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19 neste domingo (13), no momento mais crítico da pandemia em 15 meses no país.

Duque, de 44 anos, foi vacinado com o medicamento desenvolvido pelo laboratório da Pfizer e deve receber uma segunda dose no dia 4 de julho, segundo o governo. A Colômbia, com 50 milhões de habitantes, vive uma terceira onda de infecções da pandemia que já deixou mais de 3,7 milhões de infectados e 95.192 mortos.

Em proporção ao seu número de habitantes, a Colômbia é o terceiro país com mais mortes por coronavírus na América Latina e no Caribe, atrás do Peru e do Brasil. Marcado por quase um mês e meio de protestos contra o governo, o país bate recordes diários de mortes e infecções, enquanto o sistema de saúde opera em limites máximos.

O governo, que flexibilizou as medidas de prevenção diante do impacto econômico da pandemia, providenciou 12,9 milhões de primeiras doses e 3,8 milhões de pessoas têm seu esquema completo de imunização.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Alemanha avança para a suspensão do uso obrigatório da máscara
Após um mês, Brasil volta a registrar média diária de duas mil mortes por coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar