Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
18°
Thunderstorm

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Economia Produtores e industriais de carne vão doar 2 mil toneladas ao Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Governo irá organizar a logística da distribuição por abrigos e cozinhas solidárias. (Foto: MTST/Divulgação)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que empresários do setor de carne vão doar 2 mil toneladas do produto ao Rio Grande do Sul. As entidades do setor foram chamadas pelo Palácio do Planalto para que o governo pudesse organizar a logística das doações pelo estado.

“Sou muito grato ao setor de proteína animal por terem aceitado o chamamento desta reunião para pensarmos juntos ações de solidariedade para o Sul, convocada pelo ministro Carlos Fávaro aqui em Brasília. Uma demonstração de que esse país tem solução ao deixarmos de lado as nossas diferenças para ajudar quem mais precisa. Todas essas doações, que já somam 2 milhões de quilos de carne, vão chegar aos gaúchos e gaúchas”, disse o presidente.

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, afirmou que o governo irá organizar a logística de entrega das carnes junto a abrigos e cozinhas solidárias usando os centros de distribuição das empresas privadas.

“Será feita uma organização com as entidades, como governo, fiquei como ponto focal aqui, vou procurar o governador, o ministro Paulo Pimenta, para que a gente crie essa rede para saber o que, para quem, qual quantidade e quantas pessoas são servidas em cada centro onde serve alimentação. Vamos criar uma estrutura logística permanente para que esse setor tão importante da economia, e que se mostrou agora, mais do que eficiente para vender carne para o Brasil e o mundo, se demonstrou eficiente em solidariedade”, explicou Fávaro.

As doações incluem carne bovina, suína e de frango. Segundo Fávaro, a quantidade anunciada para o Rio Grande do Sul não será distribuída de uma única vez para evitar desperdício.

“Com a capilaridade da iniciativa privada também queremos nos blindar os malfeitores, as pessoas que tem coragem de roubar cargas para vender. Então a participação da iniciativa privada, com os hubs logísticos que já tem, vamos apontar para onde levar, nessa cozinha precisa de tanto, nesse cadastro precisa tanto. Queremos ter um programa permanente, enquanto for necessário.”

Do total, a JBS anunciou a doação de mil toneladas de proteína e também disponibilizou sua estrutura logística para apoiar a distribuição das doações de outras empresas do setor.

O encontro reuniu 32 empresários e representantes do setor. Estavam na mesa com Lula empresários como os irmãos Wesley e Joesley Batista, do Grupo J&F, Marcos Molina da BRF-Marfrig e Luiz Bueno da Mercúrio Alimentos. Entre as entidades, estavam líderes Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), e da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Efeito das enchentes no RS já aparece nos preços de produtos como leite, arroz e batata
Desemprego no País fica estável no trimestre encerrado em abril
https://www.osul.com.br/produtores-e-industriais-de-carne-vao-doar-2-mil-toneladas-ao-rs/ Produtores e industriais de carne vão doar 2 mil toneladas ao Rio Grande do Sul 2024-05-28
Deixe seu comentário
Pode te interessar