Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Partly Cloudy

Geral Projeto prevê construção de 540 moradias na zona sul da capital

Compartilhe esta notícia:

O total do investimento é de R$ 61,5 milhões. (Foto: Foto: Cesar Lopes/PMPA)

Famílias da zona de sul de Porto Alegre ganharão, por meio Programa Atendimento Habitacional através do Setor Público (Pró-Moradia), do Ministério do Desenvolvimento Regional, 540 novas moradias. O total do investimento chega a R$ 61,5 milhões. O projeto para autorizar a contratação do financiamento foi encaminhado à Câmara Municipal, nesta terça-feira (9), pela prefeitura.

A estimativa do Demhab é que os trabalhos comecem até o fim deste ano. As obras terão duração estimada de 18 meses. As construções serão feitas no bairro Cristal e foram planejadas para atender famílias de baixa renda que vivem às margens do Arroio Cavalhada, incluindo as vilas Icaraí I, Nossa Senhora das Graças e Ângelo Corso.

Ao todo, serão construídas 200 unidades habitacionais no Condomínio Coronel Claudino, 160 unidades no Condomínio Tamandaré 1 e 180 moradias no Condomínio Tamandaré 2. De acordo com o projeto, também estão previstas obras como instalação de rede de abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem pluvial, rede de distribuição de energia e iluminação pública.

A secretária municipal de Planejamento e Gestão, Juliana Castro, afirma que as reformas implementadas nos dois primeiros anos de governo vêm permitindo avançar na contratação de financiamentos e levar mais qualidade de vida às comunidades em Porto Alegre: “Este importante projeto retomará a produção habitacional pelo Município, com recursos da prefeitura e financiamento do Pró-Moradia”.

A proposta, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão (SMPG) e pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab), já obteve aval do Ministério do Desenvolvimento Regional e da Caixa.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior destaca a recuperação da capacidade da prefeitura em captar recursos junto a instituições financeiras. “Isso simboliza nossa recuperação na capacidade de investimentos. Em breve, a prefeitura terá ainda mais competência para fazer estas realizações com recursos próprios. Além disso, as pessoas irão sair de uma situação de risco para empreendimentos com urbanização adequada”, diz o prefeito.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

O ministro do Turismo marca data e vai ao Senado prestar esclarecimentos sobre candidaturas laranjas do PSL
Nova bilheteria é inaugurada no atracadouro turístico Nico Fagundes
Deixe seu comentário
Pode te interessar