Sábado, 19 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Política Quase 148 milhões de brasileiros estão aptos a votar nas eleições deste ano

Compartilhe esta notícia:

A data das eleições foi adiada para 15 de novembro devido ao coronavírus

Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
O primeiro turno das eleições municipais ocorrerá em 15 de novembro. (Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil)

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou nesta quarta-feira (05) o perfil do eleitorado brasileiro para as eleições municipais deste ano, que ocorrerão em 15 de novembro devido à pandemia de Covid-19. A data inicial era 4 de outubro.

Neste ano, 147.918.483 eleitores poderão votar no pleito, um aumento de 2,66% em relação às eleições de 2016. O número não considera eleitores de Fernando de Noronha, do Distrito Federal e brasileiros no exterior, que não votam neste pleito.

As eleições deste ano vão definir os novos prefeitos e vereadores em 5.569 municípios espalhados pelo País. O número oficial de eleitores foi anunciado pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

O maior aumento do eleitorado ocorreu no Amazonas, que passou de 2.320.326 eleitores para 2.503.269, evolução de 7,88%. O único Estado que apresentou redução no número de eleitores foi o Tocantins, que caiu 0,17% (em 2016 eram 1.037.063 e em 2020 são 1.035.289).

Estado com a maior população do País, São Paulo continua sendo o maior colégio eleitoral brasileiro, com 33.565.294 eleitores. Houve um aumento de 2,69% do eleitorado paulista. A capital de São Paulo representa também o maior município em número de eleitores, com 8.986.687 no total.

Já o município com o menor eleitorado é Araguainha (MT), com 1.001 eleitores. Outra curiosidade é que o município de Boa Esperança do Norte, também em Mato Grosso, realizará eleições para escolher prefeitos e vereadores pela primeira vez.

Gênero

A maioria do eleitorado é formada por mulheres, que representam 52,49% do total, somando 77.649.569. Os homens somam 70.228.457 eleitores, sendo 47,48% do total. Outros 40.457 eleitores não informaram o gênero ao qual se identificam, representando 0,03% do eleitorado brasileiro.

Desde 2018, a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 9.985 pessoas utilizarão esse direito no documento.

Idade

Do total de eleitores neste ano, 133.377.663 são obrigados a votar. Outros 14.538.651 têm voto facultativo e optaram por participar das eleições (adolescentes com 16 e 17 anos, idosos com mais de 70 anos e analfabetos). Entre os eleitores com voto obrigatório, a maior parte está na faixa etária de 35 a 59 anos, sendo 67.011.670 no total.

Já os eleitores jovens, na faixa etária de 18 a 24 anos, somam 19.040.756 cidadãos. Há 1.030.563 jovens com 16 ou 17 anos que estão aptos a votar neste ano (tiraram o título de eleitor).

Entre os idosos, há 65.589 com mais de 100 anos que estão com as obrigações eleitorais em dia e poderão ir às urnas; 8.784.004 entre 70 a 79 anos e 4.658.495 idosos de 80 a 99 anos.

Escolaridade

A maior parte do eleitorado brasileiro informou ter o ensino médio completo: 37.681.635 (25,47%). Outros 35.771.791 eleitores (24,18%) disseram ter o ensino fundamental incompleto e 22.900.434 (15,48%) possuem o ensino médio também incompleto. Apenas 10,68% do eleitorado brasileiro, ou seja, 15.800.520, concluíram a graduação superior.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Prefeitura de Porto Alegre entrega mais de 1,5 tonelada de alimentos para artistas
Governo do Líbano decide colocar todos os responsáveis pelo porto de Beirute em prisão domiciliar
Deixe seu comentário
Pode te interessar