Terça-feira, 11 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Mostly Cloudy

Tecnologia Saiba como identificar um perfil falso no Instagram

Compartilhe esta notícia:

Contas fake costumam ter poucos posts e seguir muitos usuários. (Foto: Reprodução)

No Instagram existem diversos perfis fake, a maior parte deles criada por robôs. A partir de um olhar atento para informações como data de criação da página, número de posts, descrição da bio e relação proporcional entre o número de seguidores e de perfis seguidos é possível determinar a autenticidade da conta. Nas próximas linhas, o TechTudo lista seis dicas para te ajudar a reconhecer perfis falsos na rede social. Vale ressaltar que a criação de contas fake, assim como a compra de seguidores fantasma, é uma prática que viola os termos de uso da rede social e acarreta punições para os usuários.

1. Perfil criado recentemente ou com poucos posts

Em geral, contas falsas são criadas rapidamente e em larga escala. Isso significa que a data de criação do perfil pode ser um fator determinante para confirmar a autenticidade da página. É possível checar essa informação a partir da função “Sobre esta conta”, que revela também dados como país de origem e nomes de usuário anteriores.

Outra marca dos perfis fake é a baixa quantidade de posts. Se você vir uma conta criada recentemente e com poucas publicações – ou mesmo com uma série de posts feitos em um curto intervalo de tempo –, desconfie. Isso porque, na maior parte dos casos, os perfis falsos existem para seguir pessoas que compraram seguidores, e não para postar conteúdo no Instagram.

2. Segue muita gente, mas tem poucos seguidores

Este é um dos principais indicadores de que um perfil é fake. As contas no Instagram, com exceção dos perfis de celebridades e influenciadores digitais, costumam ter quase tantos seguidores quanto o número de perfis que estão seguindo (ou mais). Como grande parte das páginas falsas é projetada para seguir pessoas, há uma diferença enorme entre esses indicadores. Em geral, os perfis fake seguem o maior número de contas possível, ou seja, 7.500 pessoas.

3. Não usa foto no perfil ou usa fotos não-realistas

A maior parte das contas falsas não usa foto no perfil. Acontece que, como essas páginas estão tentando imitar uma pessoa real, também é possível vê-las usando a foto de alguém fisicamente muito atraente como avatar. Nesse caso, desconfie e cheque outras informações sobre conta, como data de criação, relação entre o número de seguidores e pessoas que segue, qualidade da descrição na bio e nível de atividade.

4. Bio vazia ou genérica

Como as contas fake são criadas em larga escala e de forma automatizada por robôs, não sobra muito tempo para otimizar a bio do Instagram – na verdade, isso sequer chega a ser uma preocupação. Logo, é comum ver perfis falsos com a descrição em branco. Há também o caso de páginas que, para parecerem mais autênticas, inserem emojis, profissões e nomes de lugares aleatórios na bio.

4. Uso massivo e aleatório de hashtags

O uso de hashtags aleatórias é um forte indício de que as interações orgânicas de um perfil podem estar comprometidas. Foi o que concluiu a Squid, empresa de marketing de influência, em estudo publicado em 2018. Segundo o levantamento, o uso de hashtags que não possuem ligação com o tema da foto, como as velhas conhecidas “like4like” e “follow4follow”, aciona um “mecanismo de curtidas e comentários” que atua como um bot. Se você vir um perfil que faz uso massivo de hashtags aleatórias, desconfie. Provavelmente se trata de um fake.

6. Baixos níveis de interação e engajamento

Outra dica para descobrir se um perfil é falso é analisar as interações nos posts. Verifique se a comunidade de seguidores é ativa e se os comentários das publicações, se houver, são autênticos. Os níveis de engajamento das contas fake costumam ser muito baixos, já que elas possuem poucos seguidores.

O que diz o Instagram sobre perfis falsos

A criação de contas falsas é uma prática que viola os termos de uso do Instagram. A rede social detecta e remove automaticamente esse tipo de perfil para “proteger a comunidade”, conforme afirmou em comunicado. Acontece que a empresa de Mark Zuckerberg pune não apenas os criadores de páginas fake, mas também os usuários que compram seguidores fantasma. Quem recorre a meios não-oficiais para aumentar a popularidade do perfil de maneira artificial pode ter a conta comprometida.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

A Samsung tem tablet 1 mil e 500 reais mais barato que a Apple
WhatsApp apresenta instabilidade na tarde desta terça-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar